+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Educação sexual

Tempos houve em que estava na ordem do dia falar-se de Educação Sexual.

Em diversos sítios e cenários se discutia e trocavam argumentos, sobre se deveria ser tema académico ou não para os miúdos nas escolas, a questão da Educação Sexual.

Depois, e como tudo na vida dos seres humanos, o tema perde a actualidade, e após muitas discussões e análises sobre esta questão, a mesma foi sendo deixada ao esquecimento, sem que percebêssemos de facto como tem vindo a ser desenvolvida e acompanhada na escola.

Porque o que é um facto, é que cada vez mais os jovens iniciam a sua vida sexual mais cedo, e tantas vezes sem os necessários cuidados a que devem estar “obrigados” como a questão da protecção, não apenas para evitar a gravidez que porventura não será desejada, mas também para evitar doenças que são sexualmente transmissíveis e que acarretam consigo imensos problemas.

Muitas vezes, nós adultos acabamos por complicar questões que são simples de se explicar, e ainda mais fáceis de se entender.

No entanto acredito que por se tratar de uma questão de foro muito intimo e reservado temos a tendência de evitar falar do assunto, ou aflora-lo muito ligeiramente, até por uma questão de “vergonha”.

A nossa sociedade durante muitos anos castrou os seus elementos da possibilidade de se falar sobre esse tópico. E consequentemente, nestes tempos já tão desenvolvidos e evoluídos, onde quase tudo se permite. Por vezes e ainda em face de questões muitas vezes culturais, relegamos para um outro plano, quase paralelo, estas questões da vida sexual e da importância que deve ser dada a que se alimente e promova, a bem da sociedade atual e futura, uma correta Educação Sexual junto das nossas crianças e juventude.

É importante que se conheça o processo, porque é disso que se trata, apesar de cada um poder fazer a sua leitura, não tem grandes variantes e anda sempre em volta do mesmo, e portanto é fundamental o papel dos pais nestas questões, sobretudo evitando fazer da questão da Educação Sexual um tema tabu, até porque as crianças inevitavelmente vão ter contactos e conversas extra espaço sala de aula, onde o assunto acaba por ser conversado, pelo que, para se evitarem interpretações ou avaliações erradas é importante que estejam inteirados do que se está a falar.

A ignorância nestas matérias não é uma boa conselheira porque permite que seja dado espaço a conotações erradas ou avaliações incorrectas, de algo que é tão básico e tão linear como comer ou até mesmo respirar, a atividade sexual integra uma das características do ser humano, mais desenvolvidas ou mais apuradas nuns ou noutros, mas faz parte de nós e portanto é conveniente estarmos habilitados a saber lidar com a parte sexual que compõe cada um de nós.

A sexualidade é um componente da boa saúde, inspira a criação e é parte do caminho da alma. (Isabel Allende)

Share this article
Shareable URL
Prev Post

Tempo de Natal

Next Post

As 7 vidas de um cabelo!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Read next

Silly Season

Silly Season: Expressão inglesa que designa o período do ano de menor intensidade informativa nos media,…