fbpx
Portugal

TAP

Vá lá, malta, injectem o dinheiro na minha conta bancária que eu faço questão de viajar pela TAP. Até prometo que utilizo o meu cartão de débito do Novo Banco para efectuar o pagamento!

É só anedótica a quantidade de vezes que vejo, na comunicação social, injecções de dinheiro em determinadas entidades e confesso que, à quantidade de notícias que vejo destas, chego a pensar que faz parte do programa anual de vacinação.

Na mesma semana em que se discute a injecção de não sei quantos milhões (nem sei quantos zeros leva) na TAP, resolvem falar em reiterar o abono ao Novo Banco.

Duas injecções? Faz-me lembrar de quando um bebé leva duas “picas” numa só consulta. Credo, nós assistimos a tamanho acto e depois levamos com os danos colaterais.

A sério?

Então e a malta que está à espera de capital para minimizar os prejuízos pós-Estado de Emergência?

Já sei! Não faz parte do Programa Nacional de Vacinação e, assim, fica só para quem eles entenderem que é conveniente receber uma certa dose.

Privatizações, nacionalizações e o povo a dizer adeus aos milhões.

Fazer o bem sem olhar a quem, não é de todo algo no pensamento de quem planeia tudo isto.

Miguel Arranhado

licenciado em ciências da linguagem, pela faculdade de letras da universidade de lisboa. editor no repórter sombra. amante das artes e da cultura. politólogo de sofá. curioso por natureza. fascinado pelas pessoas e pelo mundo. crítico. perfeccionista. maníaco por informação. criativo. e assim assim...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: