fbpx
Bem-EstarLifestyle

Quais os pilares da felicidade?

Saiba avaliar a sua felicidade.

A felicidade não é um estado emocional ou um estado de espírito, mas pode ser o seu maior valor, o seu maior objetivo ou a sua melhor emoção no momento. O desafio é procurar e encontrar felicidade em tudo o que lhe envolve, mesmo em momentos de medos, rejeições, abandonos: apelidados como infelizes.

O Homem almeja a felicidade, no entanto, não sabe como alcançá-la e, quando a alcança, não sabe como mantê-la. A que se deve este desfecho?

Porque é que constantemente dececionados e em “desequilíbrio” com a felicidade?

Gostará o ser humano de se vitimizar ao invés de se responsabilizar pela sua falha para obter felicidade?

A felicidade habita em nós, talvez como um vírus positivo. Está presente e adormecida nos piores momentos da nossa vida, uma vez que o centro desta: somos nós mesmos. A felicidade reside no amor próprio, antes do amor alheio.

Nesse caso: O que acontece, quando dependemos emocionalmente de outras pessoas ou coisas?

Acabamos por colocar a nossa esperança e força, “fora” de nós, apoiadas num pilar emocional, externo, mas até os pilares mais fortes podem ruir. Então, o que nos acontece, quando um pilar emocional cai? Perdemos o nosso apoio, certo?

Ser feliz é manter a esperança, acreditar no presente e no futuro, acreditar em nós, nas nossas capacidades, naquilo que conquistámos, nos nossos sucessos – no nosso amor interno. Quanto mais sofredora for a nossa visão da vida, mais difícil é ver para fora dela.

Por vezes, a nossa felicidade ou bem-estar não é de fácil acesso, mas torna-se um desafio saboroso poder conquistá-lo.

Pergunta o leitor: o que nos falta para ultrapassar o desafio? O que é que tenho de fazer para ser ou estar feliz? Que ferramentas tenho de adquirir, para alcançar o que desejo?

Eu respondo: procure em si mesmo, aquilo que não encontra fora de si.

O poder de ser feliz não está na mulher ou marido que nos abandonou, ou no pai que não nos fala, não está no dinheiro que se evapora da conta e também não pertence aos hipotéticos amigos que nós teimamos em manter nas nossas vidas.

Todos os dias, acordamos e vivemos conscientes até adormecermos. Que tal começar o dia com um pensamento e atitude positiva ao pequeno almoço e durante o dia ir reforçando a dosagem, fazendo pausas benéficas? Não criem expectativas para o “hoje”, o que vos permite surpreender e ser surpreendidos pelo que possa surgir.

Não faz mal, tudo o que semeamos dentro de nós irá crescer: semeiem amor, é isso que irão colher mais tarde. Acreditar nesta filosofia de vida, é meio caminho feito para se viver uma vida feliz.

Por isso, sejam felizes.

Sandra Pereira

Sou natural do Barreiro e vivi a minha infância e adolescência em Maputo. Regressei a Portugal com 18 anos, para se licenciar em Arquitectura. Comecei a escrever aos 13 anos e registei a minha primeira obra de poesia aos aos 19 anos. Para além de escrever sou Life Coach e Formadora de Gestão Emocional, com valência em PNL. Juntando estas duas valências, publiquei o primeiro "filho" escrito no âmbito de Coaching Emocional: "Contos Metafóricos", em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: