fbpx
Crónicas

Os vários tipos de homem

Dos tipos de homens. Ai, o que vocês estão a pedir… Então, vamos lá a isto. Mais uma vez digo, é apenas a minha humilde opinião. Ao longo deste texto vou analisar os tipos de homens que existem. Não significa que sejam todos assim, atenção.

O DESPORTISTA IKEA

Este é aquele tipo de homem, que parece um armário do IKEA. São enormes e todos robustos. Saltam à vista, mas depois, quando lhe vais colocar uma moldura como bibelot, desfazem-se todos. Ou seja, armários robustos e enormes e depois… tchau, até à próxima.

Consomem ginásio como eu hambúrgueres do MAC. Respiram ginásio, sonham com ginásio. Sabem os termos técnicos dos exercícios, desportos e cenas, mas depois pedes para fazer uma massagem e parece que está a mexer nalguma máquina de ginásio. Carinho é palavra que não existe naquele dicionário.

Toda a alimentação daquele homem é patrocinada pela Prozis. Pozinhos mágicos para os músculos, para o pré-treino e para o pós treino. Acorda vai ao ginásio, almoça e vai ao ginásio, sai do trabalho e vai ao ginásio. É o sítio onde o podes encontrar sempre. Não falha. É aquela pessoa que, quando te apetece dormir a tarde toda a um domingo ele diz-te: “vamos correr”.  Não amigo, simplesmente, não.

O SHAKESPEARE COLA DO LICEU

Todas nós gostamos de ter um Shakespeare na nossa vida. Que nos diga coisas bonitas, umas flores de vez em quando, mas é só isso. Não é preciso a proclamação de poemas de Camões às sereias, não é preciso serenatas à meia-noite quase com uma orquestra, não é preciso encher a casa de flores todos os dias e muito menos mandar prints de corações a toda a hora. Malta, menos, bem menos. Sabem aquele ditado “o que é demais enjoa”? Pois, enjoa mesmo. Tanto mi-mi-mi dá-me a volta às entranhas.

Parecem adolescentes a quem só falta desenhar corações no WC do trabalho com os nossos nomes no meio, a dizer “Love You para sempre”. São aqueles colas irritantes que nos dá vontade de dar duas chapadonas assim a valer.

Nós mulheres gostamos de um bocadinho de romantismo, mas é só um BOCADINHO, ok? Uma mensagenzinha romântica de vez em quando, umas florzitas em dias especiais e esqueçam lá os poemas de Camões às sereias. Ninguém tem paciência para isso. Jantares românticos são aceites, porque precisamos de comer, mas não ponham muitas velas, detesto estar a comer e levar como fumo das velas e muito menos comer com as luzes todas apagadas. Isso, só para ver filmes de terror. Por isso, não sejam muito nhac nhac. Ninguém tem paciência para isso.

É aquela pessoa que, se não respondes logo a uma SMS, tens umas 50 mensagens a perguntar se já não gostas dele e depois diz que tem saudades tuas, que te ama, que és a mulher da vida dele e que somos umas estúpidas por o deixarmos fugir e, no fim, uma ultima SMS a pedir desculpa e a perguntar se estamos bem. Tu agarras o telemóvel e tens 1500 mensagens só porque te deixaste dormir. Demasiado cola!

O PINGA AMOR DO BAIRRO (ALERTA AZEITEIRO)

Oh, meu Deus, vou-me rir imenso a escrever sobre este. Este é o tipo de homem que saca as “minas” todas lá do bairro. Pinga amor, cabelinho lambido por uma vaca, corrente de ouro ao pescoço (imitação falhada do 50 Cent) e com um tunning que explode nuvens de fumo negro para o ar dos inocentes.

Este é o típico homem que utiliza como lema de vida a frase “o problema não és tu, sou eu”. É o amigalhaço de todos: arranja bilhetes para festivais, arranja entradas para festas na discoteca e arranja cenas e coisos e afins. É aquele amigo que toda a gente quer ter por perto, não vá o diabo tecê-las. O spot dele é nas bombas de serviço lá no bairro às 3h da manhã a beber jolas com o grupo. Não precisam muito de ir a discotecas, pois os carros deles são discotecas ambulantes autênticas.

Ser vizinho desta malta é só terrível. Sabemos sempre as horas a que saem e chegam a casa, sabemos de “cor e salteado” a lista musical deles e percebemos que são os melhores amigos da Uber Eats.

É aquele tipo de homem azeiteiro, que pensa que, ao debitar letras do Sam The Kid, está a proclamar poemas de Camões. O vestuário deste tipo de homem é algo muito elaborado: poupa imenso dinheiro em cintos, porque usa as calças ao fundo do cu, boné da GAP de lado, brincos de lata a imitar o diamante, corrente dourada ao pescoço, uma t-shirt 4 vezes maior que o tamanho dele e umas sapatilhas da Nike. Grande parte do dicionário deste individuo é só: “tá-se”, “chavala”,”bro”, “mano”, “people”, entre outros que nem sei como se escrevem. “São amigos do bairro inteiro”. Toda a gente os conhece. Nunca pelos bons motivos, mas só ele é que não percebe isso.

O MENINO DA MAMÃ

Este é aquele tipo de homem que dá um espirro e liga logo à mãe a perguntar se tem uma doença grave terminal. Fala com a mãe milhentas vezes durante o dia e sabe mais ela da vida dele do que a esposa que mora com ele e com quem tem filhos. É aquele que a mãe passa a vida lá em casa, mete-se em tudo e quer mandar e desmandar na sua casa. É aquele que aceita os palpites todos da mamã e não dá um passo sem a aprovação da mesma.

Não atende uma chamada da mãe, tem logo umas 500 tentativas de chamada, 100 mensagens e, por um triz, que não tem a polícia à procura dele. É aquela pessoa, em que tu tentas aventurar-te e ele “mata-te” com a frase “eh, pá, não parece boa ideia, a minha mãe disse que podia correr mal”. Facada no coração n.º 1.

Depois é aquela pessoa que vai de fim-de-semana, mas tem de levar sempre a mãe! Ah! E a mãe cozinha para o filho. Não pode estrelar um ovo, porque tem medo de se queimar. A mãe disse que se podia queimar. Facada no coração n.º 2.

Depois nunca nenhuma mulher é suficiente boa para o filho. Acho que só a mãe é que é suficientemente para o filho. Eish, esquece amigo. Não dá.

OS SENSÍVEIS TÍMIDOS

Estes dão-me vontade de ser bruta! São lindos de morrer, são aqueles que pertencem a um grupo de amigos em que não há um amigo que seja feio. São todos selvagens (mas têm namoradas ) e este sai um coninhas. Vai às discotecas, fica de copo na mão, todo giro e depois tem medo de falar com uma rapariga. Fica ali feita estátua!

É aquele a quem tu vais fazendo olhinhos e ele anda a navegar na maionese com medo de ser mordido por uma moça. A única forma de falar com estes gajos é embebedá-los. Corremos é o risco de depois, quando começarem a falar, nunca mais se calarem.

Este é o tipo de moço que vais demorar anos a tentar espicaçar e a torná-lo num selvagem do campo. É aquele que tem tudo o que nós procuramos e não saem da cepa torta. Jogam PSP, jogam futebol, bebem copos com os amigos e mais nada! AMIGO! Acorda para a vida!

OS BAD BOYS

Estão a ver aquele filme “Bad Boys” com o Martin Lawrence e o Will Smith? É desse tipo de homem a que me estou a referir! Se fosse de ação como o Will Smith, oh, meninas, não preciso de mais nada!

Estes são aqueles por quem nos derretemos. São assim meio arrogantes, com aquele olhar misterioso, ignoram as pessoas, têm sempre aquele ar de maus, andam sempre na deles e sabem bem o quanto são gatos. Toda aquela pele cheirosa está repleta de tatuagens com significados tão profundos que nos fazem ouvir o significado de cada uma delas. São os rebeldes da sociedade, com quem podemos roubar um banco e fugir para qualquer lado do mundo.

É aquele que tem o olhar penetrante e ele a fumar é simplesmente uma miragem divina. É aquele tipo de homem que te dá luta. Dá gosto de lutar por aquele tipo de homem, porque, depois de o teres, oh, menina, nem precisas de mais nada. São os difíceis por quem nos babamos, que não nos ligam nenhuma e temos um coninha atrás de nós. Basicamente é esta a nossa vida. Ou já têm namorada. Ou casados e com filhos. Jesus. Parte-me o coração.

O SIMPÁTICO/DIVERTIDO SEM SAL

Este só lhe vale a simpatia e a comédia. Porque a beleza, Deus, distribuiu por outras bandas. É aquela pessoa que passa a vida a ouvir: “gosto de ti, mas como amigo”. Nunca passa disso.

Só serve para ser aquele amigo porreiro que ouve as nossas frustrações amorosas e relações falhadas. São os melhores amigos de todas as mulheres, mas vejam bem o lado positivo deste homem: todas as mulheres querem falar com ele, desabafam com ele, vão beber copos com eles e é SEMPRE aquele amigo que, quando estamos bêbadas a chorar por um tipo qualquer, até o beijamos. Pois é, meninas, não me venham dizer que não. Claro que no dia seguinte acordas ressacada e arrependida e repete-se o ciclo “desculpa, mas só gosto de ti como amigo.”

O AMBIENTALISTA/VEGAN

Este é aquele todo da paz, dos incensos, das ervinhas e do planeta Terra. Apetece-te comer um grande hambúrguer do MAC e a resposta dele é: “mas tem carne, faz-te mal. Sabes quanto tempo demora um hambúrguer do MAC a desfazer-se? Imagina o que faz ao teu estômago”. Amigo, não!

É aquele que se fores fumadora, pior ainda. És massacrada todos os santos dias. E se deitas a beata ao chão? Menina, já foste. Levas com uma sessão de meio ambiente que até saltas da varanda. Infelizmente, é aquele ser irritante que publica 5 milhões de cenas de veganismo e ambiente no Facebook. Ir jantar fora com ele até te faz sentir mal. Tu feita lontra a comer um grande naco de vitela besuntada em molho de cerveja e ele a comer uma saladinha, com tofu e água.

Vai a todas as manifestações a apoiar a liberdade da carne e tu arranjas sempre desculpa para não ir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: