fbpx
Bem-EstarLifestyle

Como ser uma boa mãe e construir ao mesmo tempo uma boa carreira?

Peço desculpa aos leitores, mas correndo o risco de me tornar repetitiva em relação a esta questão: como ser uma boa mãe e construir ao mesmo tempo uma boa carreira? Só me surge à ideia a imagem da Michelle Obama. Aliás desde que li o livro que não me sai nem da cabeça nem do espírito, por uma série de motivos e este da maternidade e carreira são uns deles.

O exemplo da Michelle Obama é marcante, porque é uma mulher ambiciosa e extremamente trabalhadora que sempre desejou uma boa carreira em que se incluía um trabalho bem feito, com empenho, mérito e bem remunerado. Com o tempo, as coisas mudaram muito por impulso do futuro marido o Barack Obama, e o sentido de missão social sobrepôs-se à típica carreira clássica de advogada para um papel de intervenção na comunidade e na melhoria da qualidade de vida das pessoas no geral.  Ao ponto da remuneração, que passou a ser significativamente mais baixa que a remuneração que aferia na sociedade de advogados onde começou a trabalhar e a singrar na carreira, ter passado para segundo plano. O sentido de dever e saber que poderia fazer a diferença na vida das pessoas falou mais alto.

Ao mesmo tempo que tudo isto lhe aconteceu na vida, conheceu o futuro marido que lhe reforçou o desejo que sempre acalentou com ímpeto: o de ser mãe. Como em tudo o que esta mulher faz e fez na vida, o desejo de ser mãe misturou-se com a necessidade de conseguir fazer o seu trabalho e fazê-lo bem. Queria ser mãe, uma boa mãe, presente, dedicada e em paralelo manter-se ativa e com o reconhecimento profissional de sempre.

A Michelle conseguiu isso tudo, mas obrigou a reajustar-se, teve de fazer cedências. O desafio desta mulher com um marido politico em ascensão com muitas ausências e duas crianças pequenas, fez com que tivesse de contrariar a sua própria natureza, sempre foi muito autossuficiente quando dependia somente dela, contudo as circunstâncias da vida mudaram muito e teve necessidade de pedir ajuda e arranjar ajuda em casa.

O suporte da família é fundamental para que uma mulher, nos dias de hoje, consiga ser boa mãe e ter uma boa carreira. Se não tiver alguns recursos financeiros, só mesmo a família lhe poderá valer a par de muita organização logística. É também fundamental o entendimento entre o casal, no sentido da cooperação e compreensão para que ambos possam cumprir os seus papeis de pais e profissionais. A responsabilidade dos filhos não pode ficar apenas sobre a mãe, como muitas vezes acontece, é uma missão de ambos os pais.

É possível ser-se boa mãe e ter-se um boa carreira, o desafio é imenso. E todas as mulheres que o conseguem, são verdadeiras heroínas! A Michelle é a prova disso mesmo, quando o desalento se abater, lembrem-se mulheres, a Michelle passou pelo mesmo e conseguiu!

Sofia Cortez

Sofia Cortez (1978, Lisboa) marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: