fbpx
Bem-EstarLifestyle

A música e a vida, sempre de braço dado…

ao longo da vida!

Porque a vida não se compadece com férias este ano, pelo menos não no registo que habitualmente se conhece, então, hoje viajo pela minha memória, na procura de momentos que me preencheram e que me fizeram feliz ao longo do caminho, e já vai sendo algum o percurso percorrido.

Hoje viajarei por via de músicas que marcaram alguns dos momentos mais relevantes da minha vida, com muitos sorrisos, lágrimas e abraços pelo meio, afinal sempre fui um ser dado a emoções.

Sempre que ouço esta música, um arrepio gelado percorre todo o meu corpo, e a respiração parece ficar ligeiramente alterada.

É o poder da música na memória que nos transporta para um determinado tempo, aquela época, que apesar de finita, nos transportou, à data, para um mundo fantástico e imaginário onde tudo era possível, e completamente ao nosso alcance, leva a minha respiração para longe, eu quero apenas o infinito, naturalmente comigo ao teu lado. Memórias bonitas. A bela inconsciência da ciente juventude.

Depois, crescemos e aprendemos por nossa conta e risco que afinal, se nos levarem a respiração podemos ficar incapacitados de viver, não vivemos sem respirar, enfim somos humanos, e o amor não pode ser a nossa única forma de subsistência… aproxima-se a idade adulta, apesar de tudo sempre na procura do amor e os Foreigner com o seu I Want To Know What Love Is indiciam novas vivências e novas abordagens aos desafios da vida.

Tempos de memórias, que perduraram para sempre, e que completam a minha pessoa, tal e qual como sou nos dias de hoje.

Enfim, na continuidade do caminho, a música indivisível da minha vida apresenta-me o filme que me ensinou a ver o caminho da vida pelo lado bonito, aquele em que se acredita que o amanhã vai ser melhor do que hoje, e que para fazer acontecer, basta acreditar, mas acreditar mesmo, Time of my life, o inesquecível Patrick Swayze e o seu olhar enigmático que transportava qualquer miúda sonhadora para o ex-libris da vida e do amor, o que ele me fez sonhar!

Nos momentos de descrédito em que a vida insiste em mostrar-me as maldades do ser humano e a capacidade em alguns, quase inata, em maltratar o outro que se cruza no caminho, esta é sem dúvida nenhuma a música da esperança, na vida e no ser humano, em suma no mundo – We are the world, nós somos aqueles que podem ser capazes de fazer a diferença, de acreditar e de fazer um amanhã melhor, ainda que falte a esperança, há que acreditar, respirar fundo e retirar de nós o melhor que consigamos encontrar, dar a mão e sobretudo saber ouvir e ajudar aquele que nos procura.

Ou seja, para cada momento da nossa vida haverá sempre uma música associada. Hoje recordo apenas algumas das mais belas, porque naturalmente há muitas mais. Para fechar, no âmbito da esperança e em jeito de carta aberta ao mundo Can you feel the love tonight, by Sir Elton Jonh, carregada de sentido. Ficam os votos de uma excelente semana, e boas férias, se for o caso, neste ano de 2020, com redobrada segurança sanitária pelos motivos que todos conhecemos. Importa continuar a acreditar e a sentir o Amor, afinal importa não esquecer.

Tags

Ana Paula Marques

Assumo sem qualquer tipo de pudor o grande gosto que tenho pela escrita, e pelo ato de escrever palavra após palavra, construindo momentos de reflexão e procurando embelezar os nossos dias. Verter palavras transformando-as em textos, são momentos de criatividade que me fazem mais feliz, e que espero, possa transformar de algum modo a vida de quem lê o que escrevo com tanto amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: