fbpx
Bem-EstarLifestyle

Tu Nós Eu

A juventude - a velhice e eu

“Estava muito apreensiva… até porque dizem sempre que a juventude são os melhores anos das nossas vidas… e este ano por causa do COVID…” frase que ouvi dizer a uma jovem, que não teria mais de 13/14 aninhos, por alturas de recomeço do novo ano escolar.

TU

Ah, quem não se lembra de como, durante a nossa juventude, tudo parece mais forte, mais dramático, a dor é única e parece que sem fim, a alegria é vivida ao máximo como se não houvesse amanhã… que doce é esta memória… É facto que vivemos momentos únicos, em que o ser humano está a ser testado e levado a novos limites, mas meu amor juro-te que “perderes” um ano agora, ou mesmo que sejam dois… de um contacto directo e íntimo com os teus amigos, em nada te vai fazer perder a tua juventude.

Vocês jovens têm uma capacidade enorme para se adaptarem, para se recriarem, para arranjarem alternativas e respostas positivas às maiores adversidades, vocês são sobrevivente, vocês são resilientes.

NÓS

Imaginem os avós ou até mesmo os pais das pessoas da minha geração – sim, imaginem-nos a eles que sempre se recusaram a ter um smartphone, a estarem ligados à Internet, que procuravam a companhia de outros idosos nos cafés e associações, nas praças e mercados, imaginem só como cruel foi o distanciamento social para eles. Imaginem-nos longe de todos os que amam, muitos deles sequer sem entenderem o que se está a passar, imaginem-nos a terem de rapidamente acompanhar a evolução tecnológica para vos poderem apenas ver e dar um beijinho.

Imaginem todos aqueles que se encontram em lares e que desde Março não recebem a visita de 1 familiar (de como eles e nós sofremos…), e imaginem aqueles que, não sofrendo de qualquer doença ou perturbação mental, e estando internados em lares ou hospitais pensam que vão morrer sem beijar os seus… Dói, dói demais para quem já não tem a vida toda pela frente, para quem já não tem sonhos nem esperança, para quem sabe que nada mais resta se não o desfecho final.

Por isso, por eles, vocês jovens, não se deixem cair em dramatismos e egoísmos; este é o momento para olhar para o próximo, para te lembrares que se protegeres, proteges todos os que contactam contigo, que podes ajudar a salvar vidas, que cumprindo e ajudando a dar cumprimento a todas as directrizes da DGS podes e vais fazer toda a diferença.

EU

Tenho quase 46, ainda sonho, ainda acredito que posso mudar o Mundo, vou casar, tenho o melhor filho do mundo, tenho o melhor marido do mundo, sou mulher, sou mãe, sou filha, sofro de uma doença rara, não sei o dia de amanhã, mas sei que HOJE, hoje vou fazer a diferença vou amar mais, vou ajudar mais, vou dar mais, vou acreditar mais, vou escrever mais, vou brincar mais, vou rir mais, vou VIVER MAIS… e tu o que escolhes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: