ContosCultura

Podes vir partir-me o coração

Rasgas as minhas defesas. Profissionalizei-me em afogar o sentir, mas não te consigo ignorar. Tens a alma bonita de quem persegue, com uma rede de caçar borboletas, as palavras que ficaram por dizer nas madrugadas. As almas bonitas são fogos. Não lhes resisto. Tenho por hábito aproximar-me em fascínio e acabar por me queimar.

Queimar-me em ti.

Os teus olhos perdidos descentram-me o eixo e não consigo pensar. Quero amarrotar o coração e reformular-me. (Quero queimar-me em ti.) Quero correr o mundo de alma desequilibrada. (Quero queimar-me em ti.) Quero navegar à deriva, meio de propósito e meio por acidente. (Quero queimar-me em ti.)

Tu inquietas a minha existência. E eu não me sei sossegar.

És peito aberto e olhos fechados, mãos doridas capazes de criar encantos. Tens a alma bonita de quem embala essas palavras caçadas nas madrugadas, de quem as beija e as cuida e as devolve à noite, preparadas para chegar à boca de quem nunca as disse. Mostras-me: algumas são tuas. Vês: algumas são minhas. Sorris e perguntas-me quando tas direi.

Rasgas-me as defesas.

És capaz de expandir-me até ao infinito:

Quando nos deitamos lado a lado, a ouvir o silêncio, e os nossos lábios quase se tocam.

Quando entrelaças dois ou três dedos nos meus, ao de leve, numa liberdade íntima.

Quando me falas ao ouvido, a tua respiração tem o tom certo para os alvoroços que guardo.

És tristeza e prazer, és o absurdo da vida.

Está bem, eu digo. Podes vir partir-me o coração.

Tags

Rosa Machado

Por ser curiosa e fascinada pelo que não compreendo, considero-me uma devoradora de livros e uma criadora compulsiva, seja de contos no papel ou de histórias mirabolantes no dia-a-dia. Adoro animais, fotografia, música e filmes – arte em geral. Perco a noção do tempo com conversas filosóficas sobre nada, longas caminhadas para parte nenhuma, conversas exageradas com os amigos, e séries com ronha no sofá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: