CulturaMúsica

O poder da música

A música tem um poder que vai para além de si própria!

Julgo que não será errado dizer que, para a maioria das pessoas a música é um elemento crucial da vida, caso contrário qual seria o propósito de se escolher uma música para abrir a pista num casamento?

Não é à toa que os movimentos de grandes causas ou as campanhas politicas, escolhem músicas fortes e marcantes para acompanhá-los. O mesmo se passa com a publicidade, mesmo que o produto ou o filme em si seja fraco, se a música for memorável pode ajudar no impulso necessário para a venda. E são inúmeros os exemplos.

Nada condensa tão bem episódios da vida como a música, a chamada banda sonora dos dias e dos momentos mais relevantes: bons e maus. Quantos de nós não têm no seu reportório musical aquela música que nos enche de poder? Ou aquela música que nos relembra um momento especial? Ou um dia triste?

Não me lembro de viver sem música, a par da água e do ar, a música é um alimento vital que não dispenso. Desde que comecei a ter discernimento, dançava e cantava com a minha irmã ao som dos discos que tínhamos por casa. Passávamos tardes inteiras a gravar músicas que davam na televisão ou no rádio, com um aparato infernal de cabos, para levarmos nas férias e ouvirmos no walkman ou no tijolo que chamávamos rádio.

Quando recebi o meu primeiro walkman usei-o até à exaustão, dormia enrolada nos fios dos headphones, o mesmo aconteceu com todos os outros que lhe seguiram, incluindo um discman. Só quase na época da faculdade é que os abandonei para passar a dormir com o rádio ligado toda a noite. Mesmo para estudar, a música esteve sempre presente pelas noitadas intermináveis e os trabalhos. Todas as viagens de carro foram acompanhadas por quilómetros de fita gravada em cassetes e mais tarde de cd’s.

Desconfio que se me fizessem análises físicas exaustivas, iriam encontrar células a vibrar com música, músculos, órgãos cheios de notas musicais e até a corrente sanguínea a correr ao ritmo de uma das minhas músicas favoritas. Tenho a certeza, não cientifica, no entanto muito certa que a música nos ajuda a fortalecer o espirito e a mente.

Por isso, quando a pergunta surge sobre: qual o poder que a música tem? A única resposta possível é: transcendente. O poder é tanto que não existe medida neste mundo que permita proporcionar corretamente a importância da música. Deram-nos o super-poder, para os que fazem e sabem ler e construir música de materializa-la e deram a todos os outros o dom de absorver a música e senti-la.

Não existe vida sem música, nem na natureza, os passarinhos existem para isso mesmo. A música dá-nos o privilégio de vivermos em harmonia com o mundo, o seu poder transcende e percorre todas as formas de vida existentes, porque na realidade somos feito de música.

Photo by Spencer Imbrock on Unsplash
Tags

Sofia Cortez

Sofia Cortez (1978, Lisboa) marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: