fbpx
Viagens

O Japão

Não é fácil ter de escolher um destino de férias ou dizer, sem sombra de dúvida, que existe apenas um sítio do mundo onde gostaria de ir!

São vários os locais do mundo que gostaria de conhecer e tenho a certeza que irei gostar muito de alguns deles, acima das minhas expetativas até!

A minha relação com o Japão é estranha. Nunca tive uma vontade especial em conhecer o Japão ou a Ásia de um modo geral, nomeadamente a China, e o Japão por arrasto também nunca fez parte da minha lista de viagens. Culturalmente reconheço que o Japão é um pais fascinante até pela ligação histórica que tem a Portugal, contudo, tem algumas especificidades socioculturais que me deixam confusa como é o caso do estilo de vida em relação ao consumo, a forma como a sociedade está a envelhecer, a postura em relação ao sexo e a elevada taxa de suicídio.

Quanto mais informação leio e procuro sobre o Japão mais estas questões surgem à baila. A última que me deixou particularmente perplexa tem a ver com a elevada taxa de pequenos delitos cometidos pelos mais velhos e quando digo velhos, refiro-me a anciões que por se verem sozinhos no mundo, cometem pequenos furtos para irem para a cadeia por saberem que nesses espaços não estarão sozinhos, terão comida e assistência médica à borla coisa que o seu rendimento não permite. Uma sociedade que leva a que os seus anciãos façam este tipo de coisas dá que pensar. Sem alternativas esta foi a única solução encontrada para a pobreza e o abandono.

Um pais culturalmente tão avançado e com praticas milenares para a plenitude do espirito e do corpo parece estar desligado da sua própria humanidade.

Não deixa de ser um país com uma beleza natural luxuriante e é num desses momentos em que a natureza brinda o Japão de um espetáculo único, que o gostaria de visitar. Conhecer o Japão na época do Sakura ou a época das cerejeiras em flor quando a primavera chega ao Japão é uma das minhas viagens de sonho. A estação das cerejeiras é visível em mais de mil locais do Japão.

Por isso, o momento ideal para ir é no final do mês de março, com destino a Tóquio ou a Quioto que nesta altura do ano nos brindam com este maravilhoso espetáculo natural, roteiros, festivais e uma série de outras atividades. São cidades incríveis para conhecer (já andei a pesquisar sobre elas) bons pontos de partida para explorar outros roteiros das cerejeiras em flor que por esta altura se espalham por todo o país. Se optar por Quioto sempre posso dar um saltinho a Osaka para contemplar o espetáculo das flores de cerejeira a abrir e à noite, há áreas que são iluminadas tornando o evento ainda mais espetacular.

Se pelas fotos já é absolutamente deslumbrante, imaginem como deve ser ao vivo!

Photo by bady abbas on Unsplash

Sofia Cortez

Sofia Cortez marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo
%d bloggers like this:

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.