fbpx
PolíticaPortugal

Memória curta

Olhando para uma perspectiva futurística, não muito longínqua daqui, espero eu.

E quando tudo “passar”, quando não houver estado de emergência, os salões de cabeleireiro abrirem legalmente, não houver restrições no acesso a supermercados, bem como impedimentos de viagens de lazer, sem desculpas esfarrapadas?

E quando houver uma greve dos enfermeiros, ou ainda, sei lá, assim pensando num quadro muito louco, greve dos professores ou de outro grupo profissional que peça dignidade pela profissão!?

E… e nada!

O mais difícil é acreditar que vão sair à rua e aplaudir os profissionais em greve, pois nessa altura, já a bola roda nos relvados bem como as buzinadelas no trânsito se fazem ouvir.

Memória curta, pois, claro…

E, se simplesmente, se começasse a respeitar o lugar de cada um, bem como acabarem com as desigualdades entranhadas nas mentes de alguns?!

Será que haveria necessidade de se fazer uma greve, misturar sindicatos com comunicação social e por último, o governo?

Resolve alguma coisa ou gira o disco e toca o mesmo?

Bruno Marriço

Como alguém escreveu um dia, “não basta que todos sejam iguais perante a lei. É preciso que a lei seja igual perante todos."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: