fbpx
Viagens

Southampton, UK

image

Na minha primeira viagem ao Reino Unido tive a oportunidade de conhecer a cidade de Southampton onde fiquei alguns dias. Pouco antes de aterrar no Aeroporto de Bournemouth, a sul do país, o que mais me captou a atenção foram os campos predominantemente verdes que serviam de pastagem a vacas leiteiras. Paisagem bonita, limpa e cheia de vida a contrastar com o céu cinzento típico da zona.

Até à cidade de Southampton, que fica entre Bournemouth e Portsmouth, é possível apreciar essa paisagem de perto. Paisagem essa de uma beleza extraordinária de perder a vista até nos fazer esquecer a estranheza de o carro ter o volante ao lado.

Southampton é a maior cidade portuária da costa sul do Reino Unido e é também de onde partiu o famoso navio Titanic dois dias antes de se afundar no mar. Tem por isso vários locais de referência que se podem visitar, como o Seacitymuseum onde podemos conhecer também toda a história da cidade, ou locais de homenagem às vítimas.

Por ter sido fortemente bombardeada na Segunda Guerra Mundial, e provavelmente por ter sido inundada pelo mar num aumento do nível da água (teoria mencionada por habitantes, embora não confirmada), é possível encontrar os destroços de uma muralha destruída enquanto caminhamos pela cidade. Não a torna menos interessante, pelo contrário. Cada um desses pedaços de história contam e mostram bem a passagem do tempo desde a sua origem.

Há também pontos de interesse turístico que não estão directamente ligados à história de Southampton mas que foram relevantes ao longo da mesma, como o Jane Austin Trial, em homenagem à escritora por ter ali vivido, onde é possível apreciar a obra e vida daquela que é considerada uma das maiores celebridades locais. Neste trajecto há um pub que foi a casa onde viveu e entre outros pontos de interesse, o mais importante a destacar é o Bargate, um dos portões da muralha onde está uma placa em sua homenagem.

Para quem aprecia artes, há o Southampton City Art Gallery no Centro Cívico da cidade, uma galeria onde para além de exposições, tem actividades para todas as idades.

No centro da cidade há também uma rua onde se concentra a diversidade cultural com pontos de venda de produtos de muitos países de origem dos emigrantes que ali vivem. Fica ao lado do WestQuay, o maior centro comercial de Southampton.

Perto de Southampton, dois locais imperdíveis a visitar: O Stonehenge e a New Forest. O primeiro, formado por blocos de pedra em círculo, é uma estrutura considerada um dos maiores mistérios da humanidade. A segunda, uma floresta bem preservada pelo interesse científico de Conservação Geológica e Biológica onde se pode passar um dia repleto de actividades no meio da Natureza.

Southampton é uma pequena cidade tipicamente britânica onde ainda se cumprem tradições como a entrega do leite fresco à porta de casa ou o aluguer de limosines para os funerais. Os bairros mais antigos têm casas como as que estamos habituados a ver nas séries britânicas e lojas como as mercearias portuguesas onde os funcionários são na sua maioria indianos.

Não tive oportunidade de conhecer tudo, mas posso recomendar conhecer a pé esta cidade tão interessante a nível histórico e cultural.

Há um jardim que nos permite a passagem de um lado para o outro da cidade. Que nos leva de um lado ao outro da história de Southampton, desde o passado à actualidade, como se de duas terras diferentes se tratassem.

De qualquer forma, em qualquer ponto da cidade temos ao dispor vários pubs tipicamente britânicos para relaxar do passeio ao final do dia num ambiente calmo.

A noite acaba cedo em Southampton, mas para quem aprecia a vida nocturna, há vários locais de convívio onde é possível dançar. Lembro-me de uma discoteca exclusivamente com música dos anos 70 onde nas casas de banho masculinas estava um senhor a vender perfumes e flores aos clientes. Noutra discoteca que já não existe, desfilava um grupo de raparigas em lingerie numa despedida de solteira. Ali, todas as mulheres tinham direito a um cocktail com fruta à entrada.

Contudo, o que mais me surpreendeu em Southampton foi o centro comercial do hospital. Um longo corredor com diversas lojas e serviços até ao fundo onde estava uma pastelaria e um restaurante de fast-food, no rés-do-chão do Hospital Central.

Não apreciei a comida local, confesso, mas é muito fácil encontrar restaurantes típicos de outros países com muita qualidade.

Vale a pena conhecer Southampton, percorrer as ruas e descobrir o que a cidade tem para oferecer além do que nos é sugerido. É uma cidade pequena, mas cheia de vida.

O que pensas deste artigo?

0
Adoro
0
Estou in Love
0
Não sei bem
0
É Divertido
Vânia Mendes
Alentejana de 1985 com descendência Portuguesa, Alemã, Espanhola e Brasileira. Mãe. Alma livre e mente inquieta. Intensa, criativa e inspirada. Apaixonada por Livros, pela Natureza, Cultura, Desporto, Música e Gastronomia. O Surf fascina-me. Sigur Rós para relaxar. Café para tudo o resto. Formação nas áreas de Turismo, Hotelaria e Línguas. Escrever é para mim uma necessidade básica. Não sou, nem pretendo ser escritora. Sou apenas uma pessoa que gosta de escrever. E tudo o que escrevo, é sentido.

    Deixar Comentário

    O seu endereço de email não será publicado.

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    %d bloggers like this: