+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Os sonhos não se negam ….

Quem ousa enterrar sonhos corre o risco de um dia os ver florescer e duvidar do que está a ver!

Há pessoas que não vivem, apenas apagam sonhos do seu caminho. Pessoas que se recusarem a sonhar desperdiçam o pouco tempo que a vida lhes oferece, e pelo meio ainda vão arranjando tempo para reclamarem do pouco que dizem que a vida lhes deu.

Estas pessoas, são aqueles seres estranhos que não dão valor à magia de ver um dia a despertar, nem acham que seja necessário agradecer pelo facto de sentirmos que temos mais um dia para construirmos a história das nossas vidas. Mais um dia para sorrirmos e juntarmos todas as peças desse puzzle que a vida nos entregou e que se vai completando aos poucos, até que um dia tudo começará a fazer sentido.

Quem vive dessa forma, de costas viradas para a realidade, vai atirando os sonhos para o terreno que com os anos ficou árido com o calor de tanta revolta. Gente assim, vive contrariada e grita todos os dias bem alto que nasceu para ser infeliz, sem que alguma vez tenha tentado fazer algo de diferente.

Estas pessoas, são infelizes por decisão própria e enterram sonhos como quem arranca espinhos às rosas do jardim, julgando que assim elas ficarão mais bonitas. Na confusão dessa cegueira em que vivem não vêem a beleza das flores que estão naqueles canteiros e por isso lhes tiram o que acham que não faz sentido, sem perceberem que tal como nós, também elas são um todo indivisível.

São pessoas que não compreendem a magia de viver, no entanto, será a vida que um dia lhes vai abrir os olhos fazendo com que um daqueles sonhos que elas enterraram no jardim comece a florescer. Nesse momento e perante esse milagre, vão começar por negar a realidade que está à frente dos seus olhos. Vão, uma vez mais, querer culpar a vida por tudo o que lhes acontece.

No entanto, acabarão por ter que se render e aceitar que os sonhos que enterraram e se negaram a sonhar são afinal a estrada que a vida lhes destinou. São a vida que têm que viver, portanto o (in)feliz que escolhe viver desta forma vai ter que aceitar a felicidade que a vida lhe entrega, sem argumentar.

Dirão alguns, que não será justa forma com a vida os obriga a serem felizes. Que são os que não querem aceitar os sonhos que a vida lhes destinou que acabam por ser obrigados a vivê-los e a serem felizes dessa forma. Enquanto outros que tanto lutam pelos seus sonhos continuam a não os conseguir concretizar e por isso vivem infelizes. Esses outros que são eternos guerreiros e nunca venceram uma batalha.

Só que a vida é mesmo assim, é ela que determina quem são os vencedores e quando é chegada a hora de receberem esse troféu.

A vida sabe o que faz e não deixa ninguém pelo caminho. Se não conseguimos concretizar os nossos sonhos é porque aqueles não são os sonhos que a vida nos reservou. Será com calma que um dia a vida nos irá dar tudo o que merecemos receber, até lá resta-nos viver tudo o que os dias nos reservam.

Share this article
Shareable URL
Prev Post

A importância de um nome

Next Post

A segunda vaga

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Read next

Viver em rotinas

Os dias correm a uma velocidade alucinante. Os dias passam todos iguais, mecânicos, levantamo-nos e simplesmente…