LifestyleTelevisão

“Anne with an E”

Anne of Green Gables

Inspirado na série de livros “Anne de Green Gables”  de L. M. Montgomery, “Ana com um A” (Anne with an E) é uma série produzida pela Netflix. Surgiu em 2017 e já conta com duas temporadas, tendo sido renovada para uma terceira temporada em Agosto de 2018.

A colecção de livros já teve várias adaptações ao grande cinema, com“Anne of Green Gables” (um filme mudo, em 1919), “Anne of Green Gables” (1934), “Anne of Green Gables: A New Beginning” (2008), “Anne of Green Gables” (2016), “Anne of Green Gables: Fire and Dew” (2017) e “Anne of Green Gables: The Good Stars” (2017).  Foram feitas também várias mini-séries, entre elas “Anne of Green Gables” (1985) e “Anne of Green Gables: The continuing Story” (2000).

A premissa da história é a mesma da dos livros: Matthew e Marilla Cubbert decidem adoptar um jovem rapaz para os ajudar a lidar com a vida na sua antiga quinta. O problema? Matthew vai buscar o rapaz à estação de comboios e dá de caras com uma rapariga muito faladora chamada Anne. Matthew fica confuso com a situação mas o que pode fazer? Decide levar Anne para casa dele e da irmã até decidirem o que irão fazer. Apesar da confusão, Anne tenta provar que uma rapariga consegue fazer o mesmo que um rapaz e fica com os irmãos.

O que se segue, ao longo de duas temporadas (até agora), é uma panóplia de aventuras, de tristezas, de alegrias, de doenças. Vemos Anne a crescer, a conhecer novas pessoas, vemos a sua imaginação fértil a trazer alegria a outras pessoas, vemos a relação entre Marilla e Mathew, as suas desilusões, as suas esperanças.

Vemos os problemas financeiros, Anne a ensinar um rapaz a ler, Anne a fazer amizades. Anne a lidar com preconceitos, Anne a descobrir novas coisas sobre si e sobre outros. Anne a desabrochar, Anne a ajudar outros a lidarem com os seus problemas.

Ainda só vi a primeira temporada. Decidi ler os livros e depois rever toda a série mas, é garantido que esta é uma excelente série. Consegue reproduzir a época que representa, tem excelentes actores (que eram, na sua grande maioria, desconhecidos do público até então) que conseguem representar na perfeição as suas personagens. São tão bons que é difícil separar o actor da personagem.

Tal como em todas as adaptações, há diferenças entre os livros e a série. Uma vez que ainda não os li, assumo-me como leiga neste assunto e consigo afirmar que a série está excelente. Haverá quem tenha opiniões diferentes, opiniões mais bem formadas porque conseguem reconhecer e odiar as diferenças entre ambos. São séries como Anne, Black Mirror, Atypical, 13 Reasons Why e Sense8 que estão a distinguir a Netflix de plataformas semelhantes.

Tags

Maria Capitão

Licenciada em Estudos Clássicos, passo o meu tempo livre a ler livros, ver séries e filmes e a ser voluntária numa associação de animais. Adoro jogar videojogos, jogos de cartas e de tabuleiros com amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: