fbpx
LifestyleViagens

O Caminito del Rey

Está precisamente a fazer um ano que visitei o Caminito del Rey no desfiladeiro de Gaitanes, em El Chorro na região de Málaga em Espanha. É um percurso impressionante que conjuga na perfeição o enquadramento natural com a intervenção humana.

O caminho foi construído nas montanhas em 1905 para a passagem dos trabalhadores da central hidroelétrica, eram caminhos muito rudimentares e perigosos que apenas foram melhorados para a inauguração oficial da represa pelo Rei Afonso XIII de Espanha. Com este evento os trilhos passaram a ser batizados pelo nome agora conhecido: Caminito del Rey.

O comprimento total do El Caminito del Rey é de 7,7 quilómetros, dos quais três são em passadiço e cinco em trilho. A par do desafio do próprio percurso existem entradas distintas de acesso e no meu caso, percorri um caminho extenso num túnel que parecia não terminar e onde apenas se vislumbrava no final uma luz, lá muito longe! Do outro lado a vegetação que dá acesso ao desfiladeiro deslumbra entre o verde das árvores, a água da barragem e as arestas ocres das rochas que ladeiam.

Percorrer a totalidade do caminho dura cerca de três a quatro horas, devidamente equipados com capacete e mesmo não optando por visita guiada, como vigilantes em pontos estratégicos do percurso. É considerado de dificuldade média, com extensos caminhos em trilhos de terra no meio da vegetação e subidas em rampas ou degraus na zona dos passadiços. Não exige preparação física mas é preciso ter alguma resistência para andar e não ficar de língua de fora com as subidas ingremes. Os mais sensíveis a alturas também devem ir preparados para as vertigens, olhar para baixo ou para cima no meio do caminho impõe respeito, para não falar na ponte final suspensa sobre o desfiladeiro que abana por todo o lado. É o momento em que nos sentimos o Indiana Jones e percebemos as dificuldades que deve ter tido para conseguir correr e manter-se numa ponte suspensa!

Durante o percurso para além da vista, que é absolutamente arrebatadora, podemos ver a linha por onde passa o comboio furando a montanha e os antigos caminhos de pedra, por onde passou o Rei e os trabalhadores. Se podemos sentir respeito pela altura e alguma adrenalina por estarmos a andar suspensos em estacas de madeira sobre um precipício, ao ver o antigo caminho, é medo que se sente! Como foi possível que o Rei tenha andado por ali e aquelas pessoas durante anos a trabalhar e a carregar coisas por caminhos que diariamente desafiavam a sorte?!

É um passeio que vale a pena fazer, contudo precisam marcar com alguma antecedência. Eu visitei o caminho em Maio, mas marquei os bilhetes em Fevereiro e, quando o fiz já havia poucos entre as opções com guia ou sem guia. Eu comprei com guia, mas acabei por fazer a visita sem guia, é chato ter de parar e ficar à espera do grupo, perde-se o ritmo e a possibilidade de tirar fotos mais interessantes, sem pessoas à volta. Por isso, para se visitar precisa de antecipação para conseguirem reservar os bilhetes, se desejam alguma data em particular.

É sem dúvida uma aventura percorrer o Caminito del Rey, com vistas e percursos desafiantes mas que valem bem a pena a visita. Não esquecer o calçado confortável, que é essencial e uma garrafa de água também. Por estarmos num desfiladeiro as rajadas de vento podem ser fortes e o calor próprio desta zona de Espanha é a doer! Tudo preparado para a viagem, vão ver que vale a aventura!

Sofia Cortez

Sofia Cortez marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: