Ciências e TecnologiaSaúde

Cancro… quando a vida se sustem,

acreditar para sobreviver!

E de repente tudo pára… a vida fica em suspenso, já nada parece igual a ontem e um enorme abismo se abre em frente, separando a nossa vida anterior daquela que agora se nos depara e tão estupidamente nos espera.

Foi detetado cancro, e perante este cenário percebemos que tudo se relativiza, e esta tamanha malvadez da vida tortura-nos até ao mais íntimo do nosso ser. E percebemos que nada podemos fazer, a não ser acreditar na superação, na vitória e no ultrapassar da dor.

Quando se fala em drama, o cancro deve estar entre os piores que se apropriam das nossas vidas, da própria humanidade, e de repente vira tudo ao contrário, literalmente de cabeça para baixo, e ficamos sem chão.

Maldita palavra e malvada doença, que devasta tudo em sua volta, mutila vidas e assassina a alegria nas pessoas, e fá-lo de forma tão fácil que por vezes quase parece não ser verdade, mas é, esta é uma realidade cada vez mais presente na nossa sociedade.

Contudo, esta doença também permite superar obstáculos, e ultrapassar barreiras e até mesmo alcançar Vitórias que nunca julgámos ser capazes de fazer acontecer.

É assim o cancro, perverso, facínora e maldito.

Ceifa vidas de forma atroz e sem pedir autorização, como quem colhe o fruto de uma qualquer árvore, muito naturalmente, como se do ciclo da vida de tratasse, e de repente estamos expostos à dor, ao sofrimento, a tratamentos violentos e muitas vezes ao olhar complacente dos outros: “Coitado… tem cancro”.

Uma palavra de alento àqueles que apesar da dor e do sofrimento lutaram e ultrapassaram o monstro que lhes quis roubar a vida, mas não conseguiu, porque a garra, a família ou o amor que nos liga a esta vida foi maior, e falou mais alto, permitindo que a última palavra nesta batalha de vida ou morte, seja Vida, porque acreditar e querer muito vencer pode mesmo operar milagres, e sobretudo ser a diferença entre vencer ou deixar-se vencer.

Devemos, pois, focar-nos em todas as pessoas que ultrapassaram essa malvada doença, e que apesar da luta colossal que travaram, conseguiram superar e mitigar o ”bicho” mau que os queria consumir, mas que não teve sucesso.

Importa sempre lembrar aqueles que ficaram para contar a história do drama que viveram e venceram, porque acreditaram e porque procuram e encontraram forças e energia, onde nunca imaginaram puder encontrar, dentro de si próprios.

Vigie os seus pensamentos, / Eles tornam-se palavras; / Vigie as suas palavras, / Elas tornam-se ações; / Vigie as suas ações, / Elas tornam-se hábitos; / Vigie os seus hábitos, / Eles tornam-se no seu carácter; / Vigie o seu carácter, / Ele torna-se o seu destino.

Lao Tzu

Tags

Ana Paula Marques

Assumo sem qualquer tipo de pudor o grande gosto que tenho pela escrita, e pelo ato de escrever palavra após palavra, construindo momentos de reflexão e procurando embelezar os nossos dias. Verter palavras transformando-as em textos, são momentos de criatividade que me fazem mais feliz, e que espero, possa transformar de algum modo a vida de quem lê o que escrevo com tanto amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: