Bem-EstarLifestyle

A alma fica cheia, resplandece de uma luz encantadora…

as mais-valias da vida não se compram e não tem preço!

Momentos de alento animam a nossa alma e alegram o nosso coração, quando encontramos um alguém que nos faz sentir especial e sobretudo nos mostra por “a” mais “b” que sermos como somos ajuda a tornar o mundo melhor. Tão bom!

E são estes pequenos alentos que fazem a diferença na nossa vida, porque afinal, apesar de haver dias em que achamos que nada do que fazemos parece ter valor para quem vagueia em nossa volta, uma brisa fresca torna os dias mais bonitos e até mais leves quando alguém nos diz: “As saudades que eu tinha de ti. Do teu sorriso e da cumplicidade que a tua presença confere à minha vida!”

E a alma fica cheia, resplandece de uma luz encantadora que ilumina o céu inteiro e, nesse momento, somos grandes. Contudo, somos grandes na amizade, no companheirismo, na brincadeira, na beleza e na generosidade que a vida nos oferece todos os dias.

Este revigorar de espírito que os amigos nos oferecem, ajuda a perceber melhor que as mais-valias da vida não se compram e não tem preço. Não há moeda capaz de pagar um abraço apertado que nos arrepia de tão saboroso, e que nos derrete cada centímetro da nossa pele.

Ah, a cumplicidade daqueles que nos querem bem, suplanta de longe e em larga medida a maldade a que nos expomos todos os dias. Porque este sentimento torna-nos mais leves, e esta ligeireza de espírito ajuda-nos a perceber a relatividade e a precariedade de tudo o que nos rodeia, a começar por nós.

No entanto, somos humanos e consequentemente estes momentos são passageiros na nossa vida e infelizmente não temos o condão de os fazer durar para sempre, porque assim, teríamos encontrado a felicidade por que todos os seres humanos anseiam e aspiram ao longo da sua existência.

Hoje, eu estou assim, FELIZ, alguém fez a diferença no meu dia e fez-me perceber que todos os momentos menos bons por que somos obrigados a passar têm afinal uma razão de ser. Não é apenas para nos tornar mais fortes, é, sobretudo, para mostrar ao mundo que, apesar das lágrimas e das amarguras que os nossos dias possam ter, há um momento em que a simples presença de alguém junto de nós, nos transforma no ser mais especial do universo.

Percebemos então que sim, que o caminho é este, e que cada passo percorrido nos ajuda a perceber, que deixamos na vida daqueles por quem fomos passando, apenas o melhor de nós.

Se alguns com quem nos cruzámos, do alto da sua importância “tão relativa” e efémera não se aperceberam que estivemos lá sempre disponíveis e de coração aberto, então o problema não está connosco, a questão é mesmo de quem se coloca em patamares que não existem, a não ser nas suas cabeças.

Hoje eu estou feliz, simplesmente porque não estou em nenhum patamar, apenas existo e procuro ser feliz contribuindo com a minha existência também para a Felicidade dos outros, porque afinal, como dizia Joseph Addison:

A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.

Tags

Ana Paula Marques

Assumo sem qualquer tipo de pudor o grande gosto que tenho pela escrita, e pelo ato de escrever palavra após palavra, construindo momentos de reflexão e procurando embelezar os nossos dias. Verter palavras transformando-as em textos, são momentos de criatividade que me fazem mais feliz, e que espero, possa transformar de algum modo a vida de quem lê o que escrevo com tanto amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: