fbpx
LifestyleTelevisão

WandaVision (2021) – Crítica

Aren’t we a fine pair?

– Vision

WandaVision conta a história de Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) e Vision (Paul Bettany), dois super-heróis que chegam a uma nova cidade e tentam adaptar-se à sua nova vida de casal nos subúrbios, quando começam a reparar que nem tudo é o que parece.

Esta série é muito interessante, o conceito é inteligente, a forma como cada episódio é tratado e a forma como o espectador vai lentamente desvendado tudo o que está à volta do que estamos a ver são incríveis. Não sou um fanático do MCU (Marvel Cinematic Universe), mas apreciei o que aqui foi feito e a forma como conseguiram adaptar esta história desta forma tão única. Paul Bettany e Elizabeth Olsen são, sem dúvida, o coração destes episódios e, quando os dois resultam, os episódios resultam. Há por isso uma dependência de qualidade da dinâmica destes dois. Acho que a série falha em consistência em algumas partes com demasiados twists e demasiados clímaces que tenta causar, muitas vezes não tendo o efeito esperado. Ainda assim, só pela forma como o conceito é realizado e transmitido, é uma série agradável de ver e obrigatória para fãs da Marvel e destas duas personagens.

* CUIDADO COM SPOILERS *

Mencionei em cima que o conceito é muito inteligente e bem executado, o que acontece é que ao longo dos 9 episódios são representados diferentes estilos de série com uma predominância pelas sitcoms. Quem vir o primeiro episódio e um episódio aleatório de uma sitcom dos anos 50 não vai achar muitas diferenças. Os episódios começam com cada capítulo a mudar para a década seguinte e consequentemente mudamos o estilo, formato e até duração de episódio.

No início, temos uma série completamente clássica, a preto e branco, com uma duração média de 25 minutos (como as séries de comédia da época tinham) e com a constante “laugh track” (gargalhadas do público). Entretanto, à medida que passamos para os anos 90, a cor aparece e, ao entrar nos anos 2000, a “laugh track” desaparece e chegamos a ter o que são claramente tributos a outras sitcoms, chegando a ter um episódio com entrevistas nos bastidores ao estilo de “O Escritório” e “Uma Família Muito Moderna”. Até os próprios genéricos de cada episódio são diferentes e refletem isto mesmo. Quando chegamos ao final da série, os episódios ficam dramáticos e mais longos (o que espelha a realidade das séries mais populares na atualidade). Isto foram pormenores que adorei assistir e são fascinantes.

A história em si dá também um propósito a tudo isto. Vision morreu e o público (no geral) sabe isso, por isso, pode-se questionar se aquilo é uma realidade alternativa, se é um spin-off ou de que se trata tudo isto ao certo. A verdade é que WestView (é muito óbvia a referência a WandaVision?) é uma terra criada por Wanda, que no luto que fez de Vision, acabou por criar uma realidade em que Vision não tivesse morrido e em que tudo funcionasse como ela queria, escravizando mentalmente as pessoas da terra. A série é uma sitcom a principio, porque Wanda adorava sitcoms, quando era pequena, e são para ela o sinónimo da felicidade.

Falando dos aspetos menos positivos, grande parte das personagens nesta série, à parte do casal principal, não resultou para mim. Quando se “descobre” o mundo real fora de Westview, acho que a série fica menos interessante e mais óbvia, que era tudo o que a série não era de início. Nos episódios finais, acho que focaram nas personagens erradas e passaram demasiado tempo em efeitos especiais exagerados e que não adicionaram muito à história, ainda que fossem bem realizados. Um excelente conceito, que foi perdendo na execução.

Episódios Favoritos

S01E08, “Previously On“: Um episódio em que Wanda consegue perceber a raiz das suas acções e que nos mostra o pano de fundo da história, dando todas as respostas.

S01E05, “On A Very Special Episode…“: Neste episódio, Vision começa a aperceber-se que o que está a viver pode não corresponder à realidade feliz que ele idealizou.

S01E04, “We Interrupt This Program“: O primeiro episódio em que temos respostas reais ao que está a acontecer ainda tendo em boa parte do episódio o mistério que foi tão bem realizado nesta série.

WandaVision

Argumento - 70%
Interpretação - 65%
Efeitos Especiais - 80%
Produção - 70%

71%

7

Um excelente conceito para uma razoável execução

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
%d bloggers like this:

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.