Ciências e TecnologiaCrónicasTecnologia

Visiokids: A Ciência em Português é mais divertido

Podiam ser Os Cinco, mas não são. Tratam a Ciência e as Novas Tecnologias por tu e tentam transformá-las num ensino divertido e atraente para os mais pequenos. Tudo em menos de dois minutos por dia, de segunda a sexta, no canal 2 da televisão pública, na série Visiokids, do Zig Zag.

Visiokids, a primeira produção televisiva da empresa portuguesa Insizium, destina-se ao público mais pequeno (dos seis aos dez anos) e pretende ensinar-lhes, na sua linguagem e de um modo mais informal, o encantado mundo da Ciência, através de um leque de cinco personagens, em que cada uma é especialista numa área diferente. O Atómico é o mestre da Odisseia da Matéria (a Energia, a Luz, a Química e os Novos Materiais) e o Bit só tem olhos para a Informática e para a Robótica, enquanto que a Cassiopeia tem uma ligação especial à Natureza, falando sempre de Geografia, dos Animais, das Plantas e do Ambiente, o Cósmico é o rei do Universo, dominando assuntos relacionados com a Astronomia e a Astrofísica, e a Vita tem no Corpo Humano, no ADN e na Vida a sua grande paixão. As aventuras e as experiências, recheadas de humor, desenvolvem-se no laboratório, no jardim, ou no sótão, onde abordam temas como o motor a jacto, o veículo lunar, a vida no espaço, a oxidação, os sismos e os vulcões. Cada episódio aborda um tema e, à sexta-feira, é sugerida a realização de uma experiência científica, que as crianças também podem fazer em casa com os seus pais.

Esta série “resulta do facto da Insizium ser uma empresa cada vez mais preocupada em divulgar o conhecimento de forma mais apelativa. Por isso, em paralelo com a série televisiva, também haverá no Visionarium aplicações com as personagens dos Visiokids em 3D Stereo, nos equipamentos Realidade Virtual da Insizium ali instalados”, como refere João Vieira, o chairman da Insizium. O Visiokids é um conceito do Visionarium, encomendado à Insizium, sendo os conteúdos científicos criados pelo Visionarium, em parceria com a Universidade do Porto. Assim, a Ciência é apresentada como algo útil para a resolução de problemas do dia-a-dia e para explicar muitas das dúvidas das crianças. Porque é que chove, como funciona o microondas, como é que o sabão lava a roupa, são algumas das perguntas a serem respondidas ao longo dos 65 episódios que estão em exibição no programa Zig Zag, da RTP2.

A Insizium

A Insizium, nascida em 2008, é uma empresa portuguesa especializada em equipamentos de visualização de grande formato de realidade virtual imersa, estereoscópica e holográfica 3D, bem como os respectivos conteúdos, de acordo com as especificidades de cada cliente. Com aplicação em várias actividades, os produtos e serviços da Insizium, contudo, têm registado um grande interesse na área de formação por parte de empresas que intervêm em sectores que implicam maiores exigências em termos de prevenção, manutenção e formação, uma vez que estas tecnologias possibilitam o treino de procedimentos adaptados aos ritmos individuais de aprendizagem. Através da Insizium, é possível sentir que se está num deserto, num oceano, num aquário virtual a interagir com os peixes, ou numa plataforma petrolífera, para treinar processos de manutenção e segurança.

Esta empresa portuguesa responde, com os seus equipamentos de visualização de grande formato de realidade virtual, a todo o tipo de desafios que envolvam experiências de grande alcance e dimensão. Por essa razão, a Insizium, em parceria com a EON Reality, Inc. (também sua accionista), desenvolveu a EonVision Idome, uma infraestrutura destinada a proporcionar experiências multissensoriais de realidade virtual em 360º. Apresentada na Califórnia, nos Estados Unidos da América, pela EON Reality, Inc., o projecto é a primeira cúpula do mundo a integrar as maiores exigências de qualidade da indústria cinematográfica de Hollywood com total multissensorialidade e interactividade. Esta tecnologia revoluciona completamente o conceito de mercado de edutainment, uma vez que combina as melhores características do cinema, parques temáticos, museus e jogos interactivos.

Tal como refere João Vieira, “a capacidade das duas empresas em surpreender o mercado está mais do que nunca na ordem do dia, o que reforça ainda mais o posicionamento de ambas na liderança de mercado nas tecnologias de realidade virtual destinadas a todos os sectores de actividade.”

Tags

Miguel Arranhado

licenciado em ciências da linguagem, pela faculdade de letras da universidade de lisboa. editor no repórter sombra. amante das artes e da cultura. politólogo de sofá. curioso por natureza. fascinado pelas pessoas e pelo mundo. crítico. perfeccionista. maníaco por informação. criativo. e assim assim...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: