+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Um Peso Pesado da Lamborghini

Ser um peso pesado do mundo automóvel sem sequer, ainda, estar disponível para venda é algo de que nem todos os carros se podem gabar. Contudo, foi exactamente isso que o Lamborghini Aventador LP 750-4 SuperVeloce (SV) conseguiu fazer.

Apresentado no Salão de Genebra de 2015, captou as atenções do mundo automóvel com o ar feroz e enraivecido característico dos modelos mais hardcore da Lamborghini. Se o Aventador “normal” já era uma arma para a estrada, então, esta versão SV nem se fala. A traseira foi praticamente toda redesenhada, assim como as embaladeiras laterais e o para-choques frontal, para uma melhor capacidade aerodinâmica, e, quando se junta a enorme asa traseira, a força descendente do SV é 180% melhor que a do Aventador “normal”. Apesar de já ser quase todo construído em fibra de carbono, o SV consegue ser 50 kg mais leve. Porém, os melhoramentos não ficam por aqui.

Os engenheiros da Lamborghini aumentaram a potência do bloco V12 de 6.5 litros dos 700 para os 750 cv e subiram o redline para as 8500 rpm (devem certamente ter confundido o Aventador com um caracol) e melhoraram o escape, construindo-o em titânio e apresentando agora quatro gloriosas (leia-se enormes) saídas na traseira. Também melhoraram a suspensão push-rod, instalando amortecedores magneto-fluidos. A via traseira é ligeiramente maior, assim como as jantes que passam a ser de 20 polegadas à frente e 21 polegadas atrás. Tudo isto para uma velocidade máxima em excesso de 350 km/h, segundo a Lamborghini.

O interior segue as linhas das versões hardcore. Isso exclui, automaticamente, os tapetes, o rádio, o ar-condicionado, os puxadores das portas (que são substituídos por duas pegas de tecido) e grande parte do material isolador de som, para deleite dos puristas que agora podem ouvir o rugir do V12 mesmo aos ouvidos. Só resta mesmo o essencial dos essenciais. Como resultado destas exclusões todas, o “esqueleto” de carbono do Aventador está à vista, servindo de decoração do interior.

Porém, como é que somando isto tudo o Aventador SV se torna num peso pesado do mundo automóvel? Somando tudo isto, temos um carro que consegue fazer os 0-100km/h em 2.8 segundos e os 0-200 km/h em 8.6 segundos, entrando em território dos supercarros híbridos. Temos também um carro que bate o mítico tempo dos 7 minutos no Nordschleife do Nürburgring (6.59.73), sendo, apenas, dois segundos mais lento que o Porsche 918 Spyder. E isso é algo que nem todos os carros conseguem. Em especial, carros cuja potência depende apenas de um motor atmosférico.

O Aventador SV é daqueles carros que vai certamente tornar-se num clássico desta década.

Share this article
Shareable URL
Prev Post

Tudo é e Não é

Next Post

Vou-me embora…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Read next