+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

The Devil On Trial

Está disponível na Netflix um documentário sobre um caso de possessão demoníaca ocorrida em Brookfield, Connecticut nos Estados Unidos da América e que foi utilizada como defesa em tribunal pela primeira e única vez.

Em 1980, nos Estados Unidos da América, ocorreu um caso de alegada possessão demoníaca no seio da família Glatzel. David Glatzel, na altura com 8 anos de idade, admite ter sido vítima de possessão demoníaca, agindo de forma estranha, com bastantes situações de atividade paranormal. A mãe de David contactou dois famosos investigadores paranormais, Ed e Lorraine Warren, que ajudaram a família, realizaram um exorcismo de forma a conseguirem “expulsar” a suposta entidade do corpo de David. Durante o ritual, Arne Johnson (cunhado de David) pede à “entidade” que deixe o corpo da criança e que tome o lugar dele.

Passados uns tempos, Arne alegadamente “possuído” pela entidade que se apoderou de David, assassinou Alan Bono, seu senhorio na altura. Arne garante que não se recorda de nada, que não foi ele a cometer o homicídio, mas sim a suposta entidade.

Quem é fã de filmes de terror, conhece a saga dos filmes de “Conjuring” do realizador James Wan, que são baseados nos casos verídicos, investigados por Ed e Lorraine Warren.

O documentário supracitado, tem como objetivo contar a história da alegada possessão demoníaca do lado de quem a viveu, neste caso a família Glatzel. Os testemunhos de David Glatzel e dos irmãos Carl Glatzel e Alan Gratzel, 43 anos após a alegada possessão.  Arne Jonhson que cometeu o homicídio, também dá o seu testemunho.

O documentário retrata de forma fidedigna, quais as consequências para a família Glatzel após o caso ficar conhecido. David Glatzel garante desde o início que foi “possuído” por uma entidade demoníaca quando ajuda a sua irmã Debbie Glatzel (que faleceu em 2021) a mudar para a nova casa. David alega que começaram a ocorrer situações estranhas na casa, como aparições, objetos fora do sítio, barulhos estranhos, entre outras atividades paranormais. O documentário apresenta vídeos e gravações de vozes reais da alegada possessão que nos deixam efetivamente a dúvida se aquelas gravações são ou não verdadeiras. Alan, um dos irmãos de David, sempre o apoio e confirmou que o irmão mais novo tinha uma entidade agarrada a si e que vivenciaram toda aquela situação. Já Carl, sempre foi contra. Sempre afirmou que o irmão apenas começou a ter atitudes estranhas após a chegada dos investigadores paranormais, Ed e Lorraine Warren.

Quando os investigadores chegaram a casa dos Glatzel, em frente ao David e toda a sua família, afirmaram que de facto o jovem estava “possuído” e indicaram a forma como o jovem ia começar a agir. Carl Glaztel acredita que, num efeito mimético David começou a fazer aquilo que os investigadores afirmaram que iria acontecer.

Para Carl Glatzel, Ed e Lorraine Warren eram vigaristas e que apenas queriam obter fama e dinheiro das famílias que lhes pediam ajuda. A verdade é que com este caso foram produzidos um filme “The Conjuring 3 – A obra do Diabo” de James Wan e vários livros, fazendo o casal Warren arrecadar bastante dinheiro e fama, ao contrário da família Glatzel. Ed e Lorraine Warren fizeram David Glatzel acreditar que ele e a sua família iam ficar ricos com esta história, mas não foi isso que de facto aconteceu.

Arne Jonhson foi a tribunal pelo homicídio de Alan Bono e foi a primeira e única vez que um advogado usou como argumento de defesa, uma referida possessão demoníaca, para “justificar” um homicídio.

Na minha opinião, esta é uma das falhas do documentário, pois como o título indica” The Devil On Trial”, esperava ver mais sobre a sessão de julgamento, mas apenas se concentrou nos depoimentos da família Glatzel. Arne Jonhson casou com Debbie durante o seu encarceramento e saiu em liberdade em 1986 por bom comportamento.

Este documentário traz-nos um debate sobre o que aconteceu, se David foi efetivamente “possuído” por uma entidade demoníaca e se os Warren eram realmente investigadores paranormais.  Deixa-nos também a pensar se as atividades paranormais, possessões demoníacas e tudo o que esteja relacionado com o mundo Paranormal, são reais, ou se são apenas formas de vigarizar e ganhar dinheiro. As famílias alegadamente ajudadas pelo casal, ficaram com uma enorme exposição mediática, retirando-lhes toda a privacidade e dando-lhes talvez uma visibilidade negativa e não toda a fama positiva que talvez as mesmas tivessem à espera.

Ed e Lorraine, são conhecidos mundialmente como investigadores paranormais e Lorraine é psíquica tendo uma sensibilidade atenuada de presenças de outro mundo, e conseguindo ter visões de situações que já ocorreram. Alguns dos casos mais conhecidos que foram investigados pelo casal, foram o horrível homicídio da família Defeo em Amityville e o caso da boneca demoníaca Anabelle.

A história de Ed e Lorraine Warren, é reconhecida mundialmente. No entanto, existem segredos e mistérios que deixam no ar a dúvida se, realmente eram investigadores paranormais ou apenas um casal vigarista. Essa é a história do próximo capítulo.

Share this article
Shareable URL
Prev Post

A importância do psicólogo

Next Post

Buffy, A Caçadora de Vampiros (1997-2003)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Read next

Inclusão à força

Faz sentido uma inclusão à força? Todos temos os mesmos direitos e deveres perante uma sociedade justa,…

One Piece

Cada vez mais, nos dias que correm, a cultura oriental é mais conhecida no Ocidente. Assim como acontece…