LifestyleTelevisão

The 100

Opinião sobre a série

A série “The 100” veio-se mostrar tudo menos monótona logo na primeira temporada. Uma ideia original que nos veio mostrar como acaba sempre por funcionar a capacidade humana para “despachar” aqueles que estão a mais.

A série começa por uma ideia que, embora não seja real, talvez seja uma ambição no nosso Mundo, que é a existência de estações com capacidade para albergar a vida humana. Tendo esta ideia como ponto de partida, o que acontece na Terra desencadeia a ideia original: o regresso à Terra para saber se é possível que os humanos possam voltar a viver nela. É também curioso a escolha das personagens que visam ser todas jovens, isto porque são delinquentes e, portanto, podem-se tornar úteis, uma vez que são como um “peso” a mais na estação, assim como podem servir de cobaias para a finalidade da experiência.

Poderia ser uma série monótona, mas não é. Existe uma evolução das personagens ao longo da série, seja por ter de conviver com os defeitos e conflitos uns dos outros, seja para se unirem contra os inimigos que vão surgir na “nova” Terra. A par do que se passa na Terra, a Arca não perde o seu papel na série, fazendo sempre parte desta. E se em muitas séries podemos prever ou antecipar o que vai acontecer, esta série torna-se original também por isso não acontecer, dando no início a sensação de que sabemos quem é quem e como vai reagir, mas, na verdade, acabamos por ter algumas surpresas agradáveis, é o caso de Kan que parecia ser o malfeitor da Arca, mas que acaba por não o ser.

Como em todas as séries, a parte amorosa também é marcante com um jogo de viravoltas, mas sem se tornar demasiado meloso. Outro aspecto que mostrou ser positivo nesta série é o facto de as situações não serem arrastadas de episódio para episódio, podendo tornar a série exaustiva e fraca. Hoje em dia, não gostamos muito de esperar e agradecemos que os dramas não se arrastem entre episódios e temporadas. Em contrapartida grandes questões permanecem, fazendo-nos ficar curiosos e à espera das temporadas seguintes. Questões do género: como é possível haver sobreviventes, após uma guerra nuclear, quando são verificadas espécies geneticamente alteradas? Ou quem são os Ceifadores?

Chegámos à conclusão que os seres humanos podem já não mandar na Terra e, para a voltarem a merecer, têm de lutar para a compreender e conquistar de novo de modo a que a espécie humana não se extinga.

Tags

Mafalda Parreira

Sou a Mafalda e tenho 37 anos. Trabalho como repositora logística. Tenho o 12º ano e estou a tirar o curso de auxiliar de reabilitação e fisioterapia em horário pós-laboral, para exercer futuramente, pois é um dos meus sonhos e ainda não estou velha para o deixar escapar! Tenho um filhote lindo de 8 anos que me apoia muito e é o meu orgulho. Adoro ler, escrever, cozinhar, caminhar e experimentar coisas novas! Tenho 2 gatos maravilhosos (e um pouco loucos também!!) e um aquário cheio de peixes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: