EducaçãoSociedade

Temos que educar as nossas crianças

A nossa sociedade é vergonhosamente cúmplice dos padrões de comportamento das crianças e adolescentes. Toleramos devido ao facto de não nos queremos imiscuir na paternidade de outra pessoa.

Hoje é comum crianças desde muito novas terem acesso a material informático sem qualquer restrição ou regras. Não existe autoridade, porque os pais são os primeiros a prevaricar, esquecendo que aprendemos com exemplos, logo temos que os ensinar o respeito e como se respeitam os demais.

Não podemos assacar culpas na escola e nos docentes, estes por inúmeras vezes incompreendidos, enxovalhados e por vezes agredidos verbalmente e fisicamente por alunos sem formação educacional, pois não toleram que uma pessoa fora do âmbito familiar lhes dite regras e disciplina que os próprios progenitores não lhes implantem.

Muitas pessoas evocam que, na escola, os docente não impõem a disciplina e a autoridade de outros tempos, que os alunos não tem respeito aos mesmos. No entanto, quando em casa não se dá o exemplo de como a sociedade deve funcionar, com respeito mútuo, e as leis vigentes no país defendam mais os alunos prevaricadores do que os docentes vítimas de violência verbal ou física, é praticamente impossível o docente ter autoridade. Para além disso, os próprios progenitores, em vez de chamarem a atenção do educando para as atitudes que tomam, acusam antes o docente, evocando que não pode ser muito rígido com eles, que os tempos são outros.

Os professores estão lá para ensinar, não para educar. A educação é o papel dos progenitores, pois são estes que indubitavelmente conhecem melhor a personalidade dos seus filhos, bem como aqueles que, pelo poder implícito da relação de vinculação afectiva, mais influencia tem no seu desenvolvimento e na facilitação das mudanças desejadas ou necessárias.

Um dos pontos essenciais que leva a juventude a ser menos respeitosa tanto com os docentes como com a sociedade em geral, é que actualmente os progenitores dão pouca atenção aos filhos, ou por cansaço profissional ou por qualquer outro motivo da vida pessoal. Não reparam que estão a ser desrespeitados pelos mesmos, não criando regras nem disciplina acomodando-se com o comportamento dos filhos, chegando ao ponto de os progenitores entrarem igualmente pelo mesmo diapasão de atitudes desrespeitosas, dando um mau exemplo, permanecendo sempre na duvida de qual a melhor maneira para alterar o comportamento dos filhos.

Os progenitores actualmente esquecem-se que a melhor maneira para dar uma boa educação aos filhos, é dando o exemplo, ensinando-os a respeitar todos por igual, demonstrando que não existe diferenças entre raças e credos, orienta-los para a vida em sociedade onde o ponto comum é o respeito mútuo tanto com os familiares, professores e a sociedade em geral. Induzir na mentalidade deles o respeito pelos animais e pela natureza.

São os pais que tem que educá-los criando regras e disciplina dentro de casa, não sendo demasiado permissivos com os seus educados, criando laços de afectividade duradouros, mas respeitosos, dando mais atenção às suas dúvidas e sentimentos, só com uma boa educação parental poderemos ter um ensino melhor e uma sociedade com respeito e afectuosa.

Vamos educar as nossas crianças. A educação começa em casa preparando-os para a vida. A Escola ensina e ajuda a serem melhor intelectualmente, cada um tem a sua função específica.

Vamos educá-las melhor! A sociedade agradece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: