PersonalidadesSociedade

Rami Malek

O artista boémio

Estreante na nomeação ao Óscar de Melhor Ator, a carreira de Rami Malek começou em 2004, quando participou por breves segundos num episódio da série “Gilmore Girls”. O seu maior protagonismo foi na série “Mr. Robot” em  2015, daí foi um salto até ser o escolhido para interpretar Freddie Mercury no biopicBohemian Rhapsody”.

Filho de emigrantes egípcios nos Estados Unidos da América, Rami Malek e o seu irmão gémeo, Sami,  nasceram no dia 12 de maio de 1981. As dificuldades de integração na escola foram complicadas. As mudanças culturais eram imensas e só apenas no ensino secundário conseguiram uma pronunciação correta do seu nome. Apesar da preferência dos pais nos estudos em advocacia, o caminho de Rami estava traçado noutra direcção. Integrou na equipa de debate por sua opção. Contudo o seu talento pela dramatização era mais evidente. A conselho da professora de debate inscreveu-se na peça de teatro da escola. Pela primeira vez Rami estava decidido, tinha nascido para ser ator. A sua opinião recebeu apoio quando na plateia viu o seu pai emocionado com a sua interpretação. Era  a primeira vez que o tinha visto assim.

Em 2003, concluiu os seus estudos na Universidade de Evansville com o curso de Artes. A dificuldade em encontrar emprego imediato, resultou na sua perda de confiança. Juntou-se a um grupo de amigos que também perseguiam o american dream e mudou-se para Los Angels, onde as oportunidades eram maiores. Foi só passado um ano que a directora de casting, Mara Casey lhe telefonou para uma pequena participação na série “Gilmore Girls“. Na altura ainda sem agente, conseguiu o papel.  Aos poucos foi conseguindo solidificar a sua carreira com pequenos papéis, mas que destacavam a sua perseverança e determinação. Em 2006 conseguiu uma participação mais comercial com o filme “À noite no Museu” ao lado de Robin Williams e Ben Stiller.

Depois de passagens entre o cinema e a televisão, conseguiu o destaque que o retirou do anonimato. Em 2015, foi convidado a ser o protagonista da série “Mr. Robot“.  Série elogiada pela crítica, conseguiu ser o vencedor do Globo de Ouro de Melhor Série Dramática em 2015. Elliot Alderson, o protagonista da série, tem uma personalidade bastante diferente do próximo papel de Rami Malek. Depressivo e ansioso socialmente são alguns dos traços que diferem totalmente de Freddie Mercury, o seu próximo desafio no cinema. A pressão para interpretar o vocalista dos Queen era imensa. Em entrevista Rami confessou que foi quase como estar com uma arma apontada à cabeça.

O que havia de fazer? Gosto de pensar que quando sou deparado com uma situação de: ou lutas ou foges, eu luto. Os desafios mais assustadores que decidi aceitar na minha vida têm sido os mais recompensadores. E este filme é uma prova disso mesmo“.

A escolha de Rami Malek para ser o protagonista de “Bohemian Rhapsody” não foi um processo fácil. Depois de uma projeto a arrastar-se durante anos, o produtor, Graham King, juntou-se com o ator durante 6 horas. Durante a longa reunião, Rami foi sincero durante todo o processo. “Não sei cantar ou tocar piano. Mas garanto, que se me der tempo, chego lá“, tal honestidade valeu-lhe o papel do ídolo de muitos. A partir daí ainda foi mais difícil, ser o Freddie Mercury não é para todos. Rami, estudou imenso para este papel, desde o sotaque britânico, à forma de falar e gestos próprios do cantor. Teve aulas de coreografia corporal para ser a melhor interpretação possível. Além do fantástico guarda-roupa exuberante de Freddie, Rami teve que adaptar-se à sua caracterização, mesmo aos dentes postiços que modificavam a forma das suas expressões. Ainda aprendeu piano, canto e dança. Estudou arduamente, e nota-se o seu empenho durante todo o filme. Estamos a ver o Freddie e não o Rami.

O visual do actor é bastante diferenciador. A sua beleza natural é fora do vulgar, chamam a atenção dos directores de casting.  Os seus olhos grandes expressivos e a sua voz calma e pacífica, são características suas únicas. Quando é escolhido para uma personagem, embarca numa viagem de auto-descoberta e converte-se nela completamente. Rami Malek tem garra e paixão por aquilo que faz, e já não é fácil encontrar alguém assim numa área tão saturada. Relativamente à sua vida privada mantém-se reservado em entrevistas. Recentemente confirmou a sua relação com a co-star Lucy Boynton que participou em “Bohemian Rhapsody” como Mary Austin.

O carismático Rami Malek já conquistou o Globo de Ouro com o papel que mudou para sempre a sua carreira, agora só lhe falta mesmo o merecido Óscar.

Tags

Célia Paula

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries de televisão, vejo tudo o que que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida, e ainda há tanto para descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: