fbpx
EuropaMundoPolíticaPortugal

Quando o Mundo é uma bola de futebol

Confesso e admito a minha parca paciência para comentar tudo o que diga respeito à política cá do burgo. Isso porque perdemos tempo precioso a comentar e a procurar resolver um não problema do que procurar fazer face àquilo que realmente nos afecta. Contudo, coisas existem que, pela sua parvoíce, não podem – nem devem – ser ignoradas por alguém como eu que acha que Portugal começa a Norte na fronteira com Espanha e acaba nas vastas e diversificadas praias do Algarve.

Isso tudo, porque acho muita graça ao festim que António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa fizeram em torno da escolha da UEFA para que a final a oito da Lia dos Campeões se realiza-se em Lisboa. O que não achei assim tanta piada foi a argumentação que utilizaram para defender algo que ainda está para demonstrar o quão bom será para Portugal e Lisboa no que à economia e futuro do nosso Serviço Nacional de Saúde (SNS) diz respeito.

Eu até que adoro futebol. Neste momento em que escrevo essas linhas, estou a ouvir um FC Barcelona x Atlético de Madrid. Inclusive sempre que posso acompanho vários jogos dos campeonatos europeu e sul-americano. Contudo, tenho total capacidade de perceber que esta coisa da Final Eight da Champions em Lisboa está longe – muito longe! – de ser um prémio para os nossos profissionais de saúde que arriscaram as suas Vidas (e das suas famílias inclusive) que estiveram na linha da frente no combate à COVID – 19.

Tenho cá para mim que os profissionais de saúde (do Auxiliar ao Médico, passando pelo Enfermo e pelo Administrativo) ficariam bem mais agradecidos se António Costa fizesse o impossível para que a Sra. Ministra da Saúde possa ter um Ministério com capacidade orçamental para pagar o devido a quem trabalha no nosso SNS e para que os Hospitais se modernizem no verdadeiro sentido do termo em vez de andarem dos habituais remendos temporários que se transformam em definitivos.

Para mais, ainda estou para perceber como é que a Final da Liga dos Campeões em Lisboa vai trazer consigo uma enchente tal de turistas à capital de tal forma que a economia da cidade (o resto do país é paisagem) vai, simplesmente, rebentar pelas costuras. Querem ver que a UEFA Champions League é uma prova imune à pandemia? Ou será que os cavalheiros da UEFA tem uma vacina contra a COVID que só será aplicada aos atletas das equipas participantes no seu torneio de verão?

E como uma parolice nunca vem só, eis que António Costa com a conivência do “fala barato” de Belém se apressou a rpvar um Diploma legal que isenta a UEFA do pagamento de impostos durante o tal de Torneio. Já dar uma verdadeira recompensa (assim como suplementos) a quem esteve nos Hospitais e Centros de Saúde a lutar para que o SNS não entrasse em colapso “vai no Batalha” como se diz aqui pelo Porto porque uns tipos e tipas da Assembleia da República quiseram fazer “politiquice”.

Para terminar queria somente dizer que a Direcção Geral de Saúde (DGS) liderada pela tal de Graças Freitas tem de aprender que o Porto faz parte de Portugal. Isto de se emitir recomendações e orientações de saúde para a noite de São João no dia a seguir à dita noite tem um nome: bairrismo!

E mais não digo.

E mais náo digo…

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: