fbpx
Bem-EstarLifestyle

Pequenos Gestos

Muito se tem falado sobre o bem-estar do corpo e da alma e parece que cada vez mais, as pessoas estão despertas para isso.

Já não basta comer por comer ou fazer exercício físico só para ganhar músculo, por detrás de cada gesto, existe sempre uma intenção mesmo que inconsciente. E isso ficou bem presente no confinamento que vivemos, tivemos de nos adaptar rapidamente às circunstâncias. Foram notórias as preocupações em comer bem, voltar a cozinhar “como antigamente” ou fazer exercício para manter o corpo ativo.

Cada um nós saberá quais os pequenos gestos que são mais eficazes para si. No meu caso, beber água é um deles. Sempre que bebo água, sinto que o meu corpo se regenera, aliás sinto inclusivamente a água a espalhar-se pelo meu corpo, pode parecer estranho mas é verdade. Entra na boca, desliza e espalha-se pela pele, pelas células, pelos órgãos e dilui-se por todo o corpo e eu sinto isto tudo. Fico sempre maravilhada com a sensação e com esta consciência do que me acontece quando bebo água.

Ter cuidado com o que ingerimos é também um desses gestos. Essencialmente conhecer e compreender o que nos diz o corpo quando comemos determinadas coisas e evitá-las quando são prejudiciais é um dos principais trunfos para o nosso bem-estar físico e psicológico (desengane-se quem julga que são independentes um do outro). A opção entre comer o que nos sabe bem mas faz mal não é fácil e por vezes, um pequeno “pecado” pode custar um mau estar imenso, sem necessidade ou como dizem os mais velhos: “Perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe”. Uma vez sem exemplo ou sempre que se puder evitar, sim porque apesar de fazer mal, o stress de não comermos o que tanto queremos pode também nos afetar psicologicamente, causando ansiedade e assim sendo, temos de encontrar o equilíbrio possível entre os prós e contras.

Acredito e diz-me a experiência, que todos os pequenos gestos são essenciais para melhorarmos os nossos hábitos e estilos de vida. Começamos pouco a pouco a encetar as mudanças e sem darmos conta fica complemente estabelecida na nossa rotina. O truque é não desistir mesmo nos dias em que não fazemos estes pequenos gestos.

Photo by Tony Pham on Unsplash
Tags

Sofia Cortez

Sofia Cortez (1978, Lisboa) marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: