+1 202 555 0180

Have a question, comment, or concern? Our dedicated team of experts is ready to hear and assist you. Reach us through our social media, phone, or live chat.

Odin – o deus que põe o King depois do Vi

Num acesso de habitual violência e perturbação, Odin, o Deus nórdico decide exorcizar os pensamentos em forma de rima. Percebemos claramente que não é cantor profissional, mas quanto a isso, um Deus não precisa de prestar contas a ninguém e está sempre acima de qualquer crítica!

Esta ode à sua divindade foi lançada já em platina no dia de Ragnarok –  do islandês ragna rok que significa “destino fatal dos deuses”. Neste fatídico dia (que ainda não aconteceu, mas é como se tivesse acontecido, porque os nórdicos são bem complicados cronologicamente…) Odin vai desta para Valhalla onde se está bem melhor e é lá, à porta, que a musa lhe trepa pelas entranhas e somos brindados pelas pérolas que se seguem e que podem acompanhar aqui, no Repórter Sombra: 

 

 

Cheguei e estou à porta

Nem bato pra entrar

Em Valhalla ninguém se importa

Se chegou é pra farrar!

A minha história não tem fim

Pra nós não há morte eterna

O povo nórdico é assim:

Podes nascer na caverna

O que te espera é magnífico, terrífico

Sabes bem, não sou pacífico

Conta comigo ao teu lado

Quando morrermos é com honra,

Num percurso atribulado

Bebida, mulheres, sanfona

Vamos lá então por partes

Dizer primeiro quem sou

Bor e Bestla são meus pais

“Foi com Frigg que casou!”

Dizem os gigantes, os anões, os homens e os vilões

Sabem tudo sobre mim?

Não sei é bem assim…

Raise your hands and shout my name

Odin, Odin, Odin…

Numa mão trago o anel d’ouro

Por todos cobiçado

Na outra a lança especial

Não falha o alvo, é engraçado

“É a Draupnir”

“É a Gungnir”

Feita de ferro, cravada de runaaaas

Trespassa carne, osso e metal e unhaaaas

Sou um Deus guerreiro, cruel e destemido!

Há que diga que sou maníaco compulsivo:

Tenho 2 corvos: Munin e Hugin

2 lobos: Freki e Geri

Vejo-te em Valhalla, bro!

 

Nota: este artigo foi escrito seguindo as regras do Novo Acordo Ortográfico

Share this article
Shareable URL
Prev Post

Balanço

Next Post

Guess Who’s Coming To Dinner (1967)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Read next