Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
SociedadeSociedade

O fantasioso mundo dos Conspirólogos

Eles estão acima da ciência e vivem num mundo muito próprio, talvez num planeta plano, acreditam que o homem nunca foi à lua, que os autopsiados Michael Jackson e Elvis Presley, na verdade, estão vivos.

Alguns creem que Hitler tem uma vivenda no Algarve ou estão convictos que Walt Disney foi conservado criogénicamente. Muitos acreditam que não foi a Al-Qaeda a responsável pelo 11 de Setembro de 2001, terá sido uma manobra do governo norte-americano, que assim obteve motivo claramente justificado, para alavancar a indústria bélica e invadir de forma “legal” o mundo Árabe. No fundo, rebentaram com as torres gémeas, mataram milhares de americanos, tudo por que era bom para a economia!

Nem toda a gente gosta de amarelo (ok, é um mau exemplo), as divisões religiosas, políticas, clubísticas são passíveis de criar dúvidas, opiniões e confrontos de ideias. É também certo que devemos questionar, antes de dar por adquirida qualquer verdade. Contudo, o que leva a alguns destes fãs delirantes das teorias de conspiração, a acreditar que, contra todas as evidências, o maior tsunami da história em 2004, decorrente de um terremoto de 9,1 graus na escala de Ritcher, não se tratou de um desastre natural?

A capacidade imaginativa destes iluminados, que vêm armadilhas por todo o lado, como que se o planeta fosse um campo minado. Eles enfatizam de forma tão convincente estas cómicas teorias, que é impossível não nos deixar profundamente humorados, mas não deveríamos sobretudo ficar preocupados?

Esta sapiência hollywoodesca, sugere entre outras fabulosas ideias, que a cura da sida estaria numa comitiva que viajava para uma conferência na Austrália, no tal avião que se despenhou. Como se por magia, não houvesse documentos, laboratórios, comunicações para a imprensa. Meus senhores, a manipulação sugerida no Matrix, é para meninos! Estamos a falar de esquemas planificados ao pormenor, para não deixar qualquer rasto de pista.

A morte da princesa Diana, foi premeditada e os alienígenas vivem entre nós, ou pelo menos, supostamente foram realizadas autópsias secretas e testes bizarros na Área 51, onde estarão estacionados alguns OVNI’s.

Será que os conspirólogos acreditam verdadeiramente nas suas teorias paralelas e rebuscadas? Será uma forma de chamar a atenção, ganhar protagonismo ou por outro lado uma tentativa de elevação mental superior? O que leva alguém a desconfiar daquilo que todo o mundo vê e testemunha, para acreditar em planos secretos numa alegada verdade escondida, a ver coincidências como questões explicáveis por meio de teorias ou mitos? Ou será que não questionamos o suficiente, que estamos todos enganados, a ser manipulados e apenas estes iluminados conhecem verdades ocultas, capazes de fintar a ciência e a história?

Há quem veja a cores, outros a preto e branco, mas que dizer daqueles que vêm cor onde só há preto e branco? Céticos, obstinados e desconfiados por natureza. Será que existem patologias associadas a estas mentes visionárias? Ou simplesmente, são indivíduos que não se gostam de sentir parte de um rebanho, capitães da diferença! Quem não reconhecer as conclusões dos conspirólogos, poderá até ser associado a uma eventual lavagem cerebral, rotulado de ignorante ou condenado por incapacidade de investigação em pôr em causa o óbvio. Talvez até, tenhamos sido todos raptados por ET’s para experiências que correram muito mal.

Na verdade, a vida sem as teorias de conspiração, não seria tão animada, é bem mais divertido atribuir responsabilidades ao sobrenatural, ao desconhecido, ou a poderosos grupos políticos secretos. É cativante assistir à convicção com que acreditam nestas histórias, de um mundo imaginário, paralelo ao nosso. Tal como Dom Quixote, na sua luta contra os inimigos gigantes, quais moinhos de vento… Eles estão em todo o lado! Quem não tem pelo menos um amigo conspirólogo?

Tags

Ricardo Manuel Santos

Mais que um profissional IT, sou um colecionador de experiências e viagens. Atento à relação entre o progresso tecnológico e inerente evolução social. Critico e opinativo por natureza, procuro sair da minha zona de conforto para evoluir, acredito que a única constante da vida é a mudança. De caligrafia torta e ideias rasuradas vou continuando a escrever o meu próprio destino! Visto-me de paixão e faço o hoje valer a pena, pois tudo é viver. Simples assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: