fbpx
Saúde

Não tomem a Vacina

Nos últimos meses, temos assistido a um embate cada vez maior entre os vacinados e os não vacinados, embate sobre o qual não devemos deixar de fazer uma reflexão séria.

Dizem os negacionistas (e bem) que o Vice-Almirante Gouveia e Melo é um assassino.

Tenho de concordar.

De facto, estamos a comportar-nos como carneiros, a cumprir a agenda dos grandes interesses económicos e a encher o bolso às grandes farmacêuticas.

Não é a primeira vez que acontece e posso dar-vos alguns exemplos de que aquilo que vos relato é verdade.

Quando os teóricos vieram dizer que a Vitamina C era benéfica para a saúde, os negacionistas alertaram-nos que os produtores de laranja do Algarve estavam por detrás dessa teoria e avisaram-nos do que viria a suceder se vergássemos e começássemos a ingerir Vitamina C que nem uns loucos.

Diziam eles que “a laranja de manhã é ouro, à tarde prata e à noite mata”. E tinham razão.

No entanto, os media, que estão reféns do poder político das laranjas, não relatam o que verdadeiramente se passa. Existem cerca de 1347 casos por ano, só em Portugal, de pessoas que morrem depois de comerem uma laranja a seguir ao jantar. Em toda a Europa morrem mais de 10.000 pessoas anualmente (dados recolhidos em www.vizinhado3direito.com).

Aconteceu o mesmo com a masturbação. Apareceram por aí uns teóricos a dizer que era saudável, que ajudava a conhecermos o próprio corpo e que a autossatisfação era salutar. Tretas.

Os negacionistas avisaram que esse estudo estava enviesado e que tal ato, praticado frequentemente, provocava cegueira.

O certo é que em 2020 a OMS já assumia que existiam 75 milhões de pessoas cegas em todo o mundo.

O que não diz é que a principal causa de cegueira é a masturbação em grande escala.

Basta que coloquem essas cabeças a pensar e rapidamente chegarão à conclusão de que existe uma correlação positiva entre o número crescente de jovens a usar óculos e o surgimento da pornografia na internet.

É por isso que vos deixo este alerta e rogo para que não tomem a vacina.

Eu caí no erro de levar a vacina contra a Covid-19 ou Vacina Letal, como é conhecida na gíria negacionistas, e desde esse dia tenho tido alucinações frequentes.

A principal é alucinar e ter visões de que o Afeganistão foi tomado por terroristas, que existem pessoas em desespero a tentar fugir do país, que algumas se agarraram a aviões, que caíram e morreram poucos metros mais à frente e que os americanos, que ocuparam o Afeganistão para acabar com o terrorismo, fugiram o mais depressa que puderam desses mesmos terroristas, deixando entregues à sua sorte, homens, mulheres e crianças sem futuro.

Mas garanto-vos que é efeito da vacina, pois os meus amigos negacionistas continuam a mostrar a sua indignação sobre a vacina, mas pouca ou nenhuma sobre este assunto.

Provavelmente este problema não existe (sou só eu a alucinar) e, segundo julgo saber, os afegãos nem chegam a ser pessoas.

Ah, é verdade, vou dar-vos um bónus.

Já que o Cristiano Ronaldo está de novo nas bocas do mundo, sabem porque é que ele tem aquele cabelo fantástico?

Porque usa mesmo Linic, aquele de supermercado, igualzinho ao que vocês compram!

De nada!

Balthasar Sete-Sóis

Balthasar Sete-Sóis, sociólogo, escritor, cronista, radialista e crítico literário encontra nas letras e na comunicação a realização e o sentido para aquilo que o rodeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
%d bloggers like this:

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.