fbpx
CinemaCultura

Glass Onion: Um Mistério Knives Out

image

Três anos após Knives Out: Todos São Suspeitos, chega-nos Glass Onion: Um Mistério Knives Out.

A exclusividade deste, e do próximo, foi comprada pela Netflix por cerca de 450 milhões de dólares – um dos maiores negócios na história das plataformas de streaming.

Assim como o primeiro, tem a assinatura do realizador, produtor e argumentista Rian Johnson.

O elenco foi todo alterado, excepto o detetive Benoit Blanc, interpretado por Daniel Craig.

Um extravagante multimilionário, Miles Bron (Edward Norton), decide dar uma festa na sua ilha privada, apenas para o seu pequeno círculo de amigos, a quem chama de disruptores. Lá, terão de desvendar o mistério de um jogo onde o seu homicídio será simulado.

No entanto, duas visitas inesperadas vão alterar o rumo do enigma: o maior detetive do mundo – Benoit Blanc, que não foi convidado pelo anfitrião, e a ex-sócia e fundadora do grupo, Andi (Janelle Monáe), responsável pela fortuna de Miles, traída e afastada por algum tempo.

Todos, no grupo de amigos, participaram da sua exclusão com testemunhos incriminatórios e falsos em tribunal. Tudo pelo dinheiro, todos “agarrados à teta de ouro” do Miles.

As coisas começam a adensar-se com a morte repentina de um dos convidados – Duke (Dave Bautista).

Com mistério e enigmas, que vão sendo desvendados, bem ao jeito de Agatha Christie, temos um Daniel Craig que personifica de forma singular e humorística um Hercule Poirot.

O elenco inclui ainda nomes como Kathryn Hahn, Leslie Odom Jr., Kate Hudson, Jessica Henwick, Ethan Hawke, Hugh Grant, Madelyn Cline, Natasha Lyonne, Joseph Gordon-Levitt e até Serena Williams.

Estrelas não faltam na “Glass Onion” e o resultado já está à vista.

O que pensas deste artigo?

0
Adoro
0
Estou in Love
0
Não sei bem
0
É Divertido
Sara Carvalho
Curiosa, desde miúda, devorava livros e ficava fascinada com a capacidade intelectual dos autores para criarem enredos. Era fã acérrima de Agatha Christie, apesar de ter sido Enid Blyton quem me conquistou primeiro. Na idade adulta, o chamamento para escrever tornou-se ensurdecedor e em 2021 publiquei o meu primeiro livro - 777 - um romance de fantasia. Abri uma página e um blog para escrever e partilhar esta paixão - Cenas d’Escritas. Participei em diversas coletâneas poéticas como co-autora convidada. Escrevo regularmente, como cronista, para o jornal A Voz de Paço de Arcos e para a revista online Helicayenne Magazine Portugal. Neste momento, aventurei-me como coordenadora na criação de uma coletânea poética do grupo de escrita que administro no Facebook - Alma de poeta, alma inquieta.

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.