fbpx
LifestyleViagens

Flexibilizar

Por vezes acontece idealizarmos uma viagem e a coisa não se dar como tínhamos planeado, foi o que se passou com a minha ida ao Brasil. Fui ao Brasil mas não foi a primeira opção.

A primeira vez que visitei o Brasil deveria ter ido para Bali. A mudança de um B de Bali para o B de Brasil deu-se por sugestão da minha irmã. O final de 2002 em Bali foi atribulado com um atentado, levado a cabo pelo comando da organização regional da Jamaah Islamiyah – ligada à Al Qaeda numa zona turística, vitimando na sua maioria turistas estrangeiros. Não é propriamente este o cartão de visita que se espera de um sítio idílico para passar férias!

Assim como tínhamos planeado ir em abril, com tempo e de forma organizada, começamos a redefinir os planos para a nossa viagem. Um pouco sem saber e com algumas reservas, lá me habituei à ideia de ir ao Brasil e que não iria ser assim tão mau. Não foi obviamente mau, nem nunca poderia ser (descobri isso depois) porque o Brasil é um destino de férias fabuloso! Rapidamente a “falta” que Bali me deixou no espirito ficou sanada com Pipa e Natal no nordeste do Brasil! Afinal de contas, tinha chegado ao paraíso!

Confesso que fico um pouco chatead,a quando as pessoas ou vá… o destino me trocam as voltas ao que tenho planeado. Contudo, na verdade, tenho aprendido que apesar de continuar a deixar-me um pouco aborrecida, alterações de planos, é preciso ter alguma flexibilidade. Uma mudança de destino, não é um drama, acontece e é bom termos capacidade de nos adaptarmos. No geral, no decorrer das coisas da vida e do dia-a-dia nem sempre conseguimos ter esta agilidade para encaixarmos a imprevisibilidade como mais uma ocorrência da vida com que temos de saber lidar, da melhor forma. Por isso, é bom praticarmos a flexibilidade, tal como o desapego, com alguma regularidade.

Não sei se Bali será melhor que o Brasil, porque ainda não conheço Bali, sei, contudo, que poucos sítios no mundo conseguirão superar a beleza do Brasil. Não apenas a beleza natural que é óbvia , tudo o resto como a cultura, a gastronomia e as pessoas. Ainda tenho muito mundo para conhecer, mas se o Brasil surgir como opção uma, duas, três vezes ou as vezes que for… talvez não hesite em ir novamente. Alguns sítio são mágicos e especiais, o Brasil é para mim um desses locais.

Photo by Annie Spratt on Unsplash

Sofia Cortez

Sofia Cortez marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: