Bem-EstarLifestyle

Desígnios

Hoje, li uma frase bastante curiosa: “Graças a Deus que a medicina está a avançar para acabar com as doenças.”

Podem não entender a graça nesta frase, mas é uma frase que encerra em si o maior paradigma de todos os tempos: dar graças a Deus por permitir a evolução da ciência para combater as doenças que o próprio Deus, se não criou, permitiu.

Acho que as pessoas têm todo o direito de acreditar em tudo o que quiserem e nem sequer critico quem acredita em Deus como todo poderoso, mas as contradições são tão óbvias que me chocam.

Que Deus é esse que permite a doença? Que desígnios justificam crianças a morrerem com doenças graves? Onde está Deus no IPO? Como se justifica que Deus tenha deixado o mundo chegar a este caos? Ou mesmo que não nos livre do horror que é perder alguém?

Será que o pecado original foi assim tão grave? Deve ter sido, para Deus não ter corrigido o defeito de fabrico da raça humana e ter permitido que a estupidez do Homem tenha evoluído no sentido da ganância e da permanente degradação da Natureza que tinha sido criada com tanta perfeição e harmonia.

O estranho é que Deus deixa os animais sofrerem e serem exterminados pelo Homem e, no que toca a escolher vítimas da sua ira, escolha sempre inocentes.

Eu sei que é uma grande heresia o que estou a dizer. Deus nos livre deste mal que são aqueles que não acreditam, a verdade é que vamos todos parar ao mesmo sítio. Até, porque, se o Céu existir, está com toda a certeza sem um único humano, deve ser um paraíso onde apenas habitam todas as criaturas que não conhecem o ódio, a maldade, a mesquinhez e a hipocrisia humana.

Lamento se não consigo entender a lógica de pais que nada fizeram de pecados maiores tenham de passar pela doença e/ou perda de um filho. Não consigo perceber onde está Deus, quando os maridos batem nas mulheres chegando a limite das matarem, deixando órfãos. Onde está Deus para fulminar todo aquele que fomenta as guerras em seu nome ou em nome de uma ganância que não deveria existir no ser humano?

Creiam que já li muito da Bíblia Sagrada e, apesar de não conhecer outros livros Sagrados, de outras religiões, duvido que existam respostas a estas minhas dúvidas.

Se Deus existe, onde anda ele?

Creio que Deus apenas é o conforto de todos os que negam o óbvio: a morte é o fim de tudo (Paraíso) que tira o sentido a todo o sofrimento (Inferno) que é viver.

Há que dar graças é a todos aqueles que, neste inferno, conseguem viver em harmonia, lutando para transformar o Inferno num sítio bem mais agradável e suportável, cuidando de dar mais amor e menos ódio a todos em seu redor.

Ana Marta

Uma alma estranhamente comum que divaga pelos assuntos do quotidiano, aliando gosto pela escrita à mania de "dizer coisas".

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: