fbpx
Bem-Estar

A morte tem muitas caras.

A morte tem muitas caras, várias versões, inúmeros pontos de vista.

A morte é um tema pesado, especialmente por estes dias, talvez o seja todos os dias, mas a superação dos traumas, das saudades e dos desgostos acontece quanto mais falamos deles. Certo?

A morte tem muitas formas e não é para sempre.

Não, não estou a falar de coisas paranormais, apenas refiro-me que há quem morra fisicamente, mas que no entanto vive eternamente nas recordações daqueles que amam. Comecei a dar mais atenção a isto depois de ver o filme de animação “Coco”. Já viram? Este filme ilustra a importância das memórias e recordações e o quão é importante passar de geração a geração as emoções vividas com quem amamos. Deve ser por isso que choro sempre quando o revejo.

Há ainda quem morra por dentro, há quem vá definhando um pouco todos os dias. Talvez essa seja a morte mais dura, pelo menos para a pessoa que morre pois, aos poucos vai mergulhando num vazio, deambulando sem rumo e quando se dá de conta a morte emocional é demasiado profunda para se conseguir dela. No entanto, acredito que sair desta morte emocional é possível. Pode parecer difícil, especialmente quando se está sozinho, pois a crença que tudo vai ficar bem não é o suficiente, mas cada ser humano tem o poder de ultrapassar todos os desafios que se colocam à frente, seja a morte, seja o medo, seja o desespero.

Se assim não fosse, hoje, como raça humana, não estaríamos no ponto onde estamos. Para o bem e para o mal. A prova disso? Está em todo o lado: numa planta que renasce, num predador que se foi, num animal que acomoda num novo habitat. Os dias nascem após centenas de anos, provando a todos que é possível começar de novo. Até mesmo as pessoas que se recusam a evoluir, que se recusam a andar para a frente nos mostram que é possível sair de uma morte, ensinam-nos qual o caminho a não seguir.

Por último, a morte também pode representar apenas uma passagem, uma transição de uma coisa para outra e isso é bom. Ok, para quem não gosta de mudanças pode não parecer assim tão maravilhoso, mas acreditem que é. O universo é que tem maneiras interessantes de nos empurrar para o caminho que precisamos de percorrer. E por vezes, para isso é necessário deixar morrer relações e conversas, é preciso matar algumas crenças que não nos deixam deslumbrar um futuro melhor, é preciso enterrar dogmas, mudar de mindset, largar mãos dos sonhos que amamos, pois, no fim disto tudo, encontraremos o que é preciso para viver.

Isto pode parecer confuso, mas se pensarmos na morte como uma troca, talvez consigamos aceitar que tudo o que existe faz sentido. A morte custa, custa muito, especialmente a que é visível aos olhos. Podemos pensar que não é justo, mas quero acreditar que o universo faz acontecer o que está certo e recoloca as coisas no seu lugar. Às vezes pergunto porque é preciso chegar tão longe, a resposta que me vem é que provavelmente não aprendemos e evoluímos tão rapidamente como desejamos. Às vezes é preciso acontecer coisas menos boas para que muito mude e assim sejamos obrigados a mudar a nossa visão perante as situações.

Andreia Ferreira

Sou inspirada pelo mundo. Tenho a forte crença que tudo acontece no momento certo, que o mestre aparece quando o aluno está preparado e que por detrás de cada contrariedade há sempre uma oportunidade para aprender alguma coisa. A sincronização do universo é das coisas que mais me fascina por isso, estejam atentos ao que o universo vos leva.

One Comment

  1. Grande reflexão sobre a morte, que espelha bem aquilo que é a vida . Ao longo desta jornada, muitas coisas morrem, para que outras nasçam. Nada se perde , nada se ganha , tudo se transforma , assim é na natureza como na vida. E até ao fim da jornada, será sempre uma aprendizagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
%d bloggers like this: