Bem-EstarLifestyle

30 Minutos Off

O dia-a-dia pode sugar-nos para rotinas que cumprimos automaticamente sem apreciar verdadeiramente o passar do tempo. Mesmo que os dias pareçam todos iguais, não são e podem não ser, quando conseguimos apreciar os pequenos detalhes que podemos implementar e que fazem toda a diferença! Não podemos passar pela vida em piloto automático, precisamos de 30 minutos off da realidade para que nos desligarmos de tudo.

Uns minutos de pausa para esquecermos as coisas chatas, os problemas, as dores, os afazeres e tudo o que nos mobiliza energia de uma forma pouco positiva. Uns minutos de pausa para pararmos um pouco e refrearmos a adrenalina nos momentos de grande agitação e euforia, uma pausa para inspirarmos e expirarmos e nos centrarmos em nós próprios, para retemperarmos energias.

Os meus 30 minutos de pausa são essencialmente para me focar em mim, em coisas muito simples como, sentir o ar a entrar no corpo ou água que bebo a espalhar-se por dentro do corpo, paro para sentir e ouvir as minhas células. Paro para esvaziar o meu cérebro e tentar não pensar em nada, existir apenas e deixar-me estar assim fora e dentro do mundo mas sem interagir.

Consigo fazer isto sempre que ando a pé, andar com ou sem direção esvazia-me a mente e ajuda-me desligar de tudo. Quando leio também consigo, centro-me de tal forma na história, nas palavras, a não perder o fio condutor que desligo por completo da realidade, o tempo que estiver a ler o livro estou no livro.

Por vezes basta mudar o caminho para casa, oferecer um café a alguém, uma conversa boa, um telefonema ou uma mensagem de alguém que gostamos para nos deixar a alma preenchida e cheia de energia positiva. São pequenos apontamentos que nos desengatilham de rotinas e nos fazem sentir bem e felizes.

Basta ficar 30 minutos com as minhas gatas estendidas sobre mim e afagar-lhes o lombinho, para me sentir a pessoa mais feliz e sortuda ao cimo da terra. Não preciso de muito.

Photo by pparnxoxo on Unsplash
Tags

Sofia Cortez

Sofia Cortez (1978, Lisboa) marketeer por acaso, escritora em desenvolvimento e artista por vocação. Não existe uma linha condutora para a criatividade, só a vontade de criar. Entre os seus trabalhos estão uma Exposição de Croquis de Moda realizada 97 no Espaço Ágora, curso de desenho na Sociedade de Belas Artes em Lisboa, a participação em feiras de artesanato com o projeto: Nomes em Papel para crianças, um livro editado em 2018 “Devemos voltar onde já fomos felizes”, várias participações em coletâneas de autores em poesia e conto, blogger no blog omeuserendipity.blogspot.pt, cronista, observadora, curiosa com o mundo e aprendiz de todos os temas que permitam o desenvolvimento humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: