Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CulturaEntrevistasMúsica

Vem conhecer os “Putos” do momento

O primeiro single da banda vencedora do concurso Marginália 2014 está cheio de energia, alegria e transmite isso mesmo, a despreocupação de se ser criança. “Putos” promete ficar no ouvido. Os Anarchy Machine pretendem renovar o Rock português, mantendo a sua alma, dar-lhe um novo fôlego, mostrando que vale sempre a pena apostar na língua portuguesa e na música, pois para esta banda viver da paixão que os alimenta é um sonho realizado.

Quem são os Anarchy Machine? De onde vêm? E há quanto tempo estão juntos como banda?

Somos uma banda do Algarve. É difícil definirmo-nos num único estilo, por isso podemos dizer que somos uma banda de Rock e faremos, em Abril, dois anos de existência.

Porquê um nome em inglês, quando cantam em português?

Quando começámos a banda, ainda estávamos a decidir que tipo de música queríamos fazer e se o faríamos em português ou em inglês. Decidimos que escreveríamos as nossas letras em português, mas o nome soou-nos bem. Faz-nos sentido!

Querem revolucionar o rock português e trazer novos ares? De que forma?

É um sonho poder estar numa banda! Admito que nós sonhamos em tocar em sítios grandes para multidões (quem não?), mesmo em Portugal que é um pais bastante difícil para tal. Nem dá para explicar bem, mas viver da música é um dos maiores prazeres de estar vivo! Se conseguirmos fazer com que as pessoas sintam aquilo que sentimos ao ouvir os nossos artistas preferidos… Isso seria uma revolução! Um sonho que estamos a lutar para realizar!

Como foi vencer o concurso de bandas Marginália em 2014?

Quando nos inscrevemos, tínhamos em mente que era bastante difícil vencer. Tínhamos como objetivo dar o nosso melhor, conhecer as outras bandas, ter contacto com o bar Marginália, que tão importante tem sido para nós, tanto a nível profissional como pessoal. Acima de tudo, dar um bom concerto. Quando fomos anunciados vencedores, foi incrível. Foi uma noite em que muita gente nos elogiou e depositou confiança nas nossas músicas. Disseram-nos que temos uma sonoridade diferente e ficámos orgulhosos!

Queremos continuar a melhorar, tornar-nos melhores músicos, fazer músicas cada vez melhores e puxar cada vez mais gente para os nossos concertos!

Porquê “Putos” para nome do primeiro single?

Foi difícil escolher o single. Gostamos bastante de tocar os nossos temas de igual maneira, mas sentimos que a maior parte das pessoas se identificaria com a “Putos”. A música explica-se a si própria. A alegria de ser puto, sem as pressões da vida ao crescer. É um sentimento simples, mas poderoso.

Tendo como influências/inspirações os Foo Fighters e os Nirvana, de que forma é que o vosso som se inspira no deles?

Cada um de nós tem gostos musicais diferentes e existem muitas bandas que temos como influências. No fundo, tentamos fazer músicas com resultado final que agrade a todos. Misturas entre peso e som limpo, calmaria e brutidão. Expressão de sentimentos. Pessoalmente, os Foo Fighters inspiraram-me muito. Gostava de inspirar as pessoas da maneira como me inspiraram.

Imaginavam vir a editar um EP depois do concurso?

Esse sempre foi um objetivo e deve ser sempre, para qualquer banda. Compor muita música, gravar e partilhar com todos.

Esperamos que, a partir destes cinco temas, mais pessoas ganhem interesse no que estamos a fazer, pois temos muito mais músicas para apresentar no nosso reportório. Todas originais!

Que projetos têm para a banda com um 2015 ainda tão fresco e a época dos festivais ainda por abrir?

O nosso objetivo é ir ao máximo de sítios possível e tocar para o máximo de pessoas possível. Com este novo EP editado, esperamos que mais pessoas oiçam as nossas músicas e adiram aos nossos concertos ao vivo.

Onde poderemos ouvir-vos?

Temos o nosso EP disponível no Spotify, Xbox Music, Amazon, Google Play e iTunes! Acompanhem-nos na nossa página de Facebook, onde postamos toda nossa informação.

Estamos a agendar concertos e ambicionamos ir ao máximo de bares, festivais, concursos possível. Nada nos dá mais gozo do que isto!

Como convenceriam os leitores do Repórter Sombra a serem fãs da banda e da vossa música?

Não há muitas palavras que possamos dizer… Apenas vos convidamos a ouvir as nossas gravações e a aparecer nos nossos concertos ao vivo. Prometemos uma explosão de emoções sonoras diferente do que têm ouvido até hoje!

Tags

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: