Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
EuropaMundoPolíticaPortugal

Uma solução e dois problemas

É certo e sabido que o mundo político teve – e tem – agora uma solução que aliviou um pouco o tenso clima de crispação que a União Europeia criou, geriu e alimentou nos últimos quatro longos anos. Contudo, é também certo e sabido que os recentes acontecimentos políticos nos Estados Unidos da América criaram não um, mas sim dois enormes problemas políticos cuja gravidade está ainda por se definir verdadeiramente dado que ainda muitos não querem que se saiba qual a real extensão da problemática com que os Povos terão de lidar a partir do próximo semestre do corrente ano cível de 2016.

Comecemos então pela solução. Não podemos dizer com certeza absoluta de que é realmente uma solução, mas quando um país pequeno como Portugal consegue, com sucesso, juntar uma série de parceiros europeus na defesa da não imposição de sanções devido a uma herança do Governo Passos/Portas é – por si só – um manifesto sinal de que a União Europeia começa a buscar uma solução que a retire da “idade média” que tem marcado a sua actuação nos últimos 4 anos.

Ainda por força da não imposição das sanções a Portugal e Espanha, começam – finalmente – a surgir vozes dentro da complicada e nada transparente orgânica da União Europeia a defender uma revisão profunda de um Tratado Orçamental injusto e desfasado da realidade que se mostra cada vez mais obsoleto perante os problemas da Europa. É caso para se dizer que custou mas foi! Contudo vamos a ver como vai isto evoluir a partir de Setembro.

Exposta a solução passemos aos problemas. E são muito fáceis de se identificar (até mesmo poe quem está completamente a lés da política). Os Estados Unidos da América já definiram quem serão os seus candidatos a suceder a Barack Obama na presidência dos USA. O candidato do Partido Republicano é o milionário Donald Trump, figura por demais conhecida de toda a gente por causa das suas ideias e declarações polémicas. Por seu turno o Partido Democrata escolheu Hillary Clinton para suceder a Obama. Ambos são, e serão um tremendo problema, para os Estados Unidos da América e para o Mundo.

E porque considero Trump e Hillary um problema a todos os níveis?

Porque Trump é um bronco ignorante que faz da violência e da xenofobia a sua maior arma eleitoral e Hillary é a “Sra. da Guerra” que apoiou e promoveu – directa e indirectamente – a Primavera Árabe que fez do mundo árabe a tremenda barafunda que todos conhecemos. Para além disto Hillary já foi acusada de ter utilizado os Serviços Secretos Norte-americanos em operações ilegais de vigilância.

E nem vou aqui fazer referência à forma vergonhosa como Bernie Sanders foi literalmente “empurrado” para fora da corrida presidencial pelos corredores do poder do Partido de Hillary Clinton.

Em suma; tanto Donald Trump como Hillary Clinton são a face de problemas antigos que assolam os Estados Unidos da América e Mundo dado que ambos têm tudo aquilo que os habituais lobbys das armas – e outros tais – tanto gostam.

Tags
Show More

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: