Desporto

Um Mundial com Sotaque Brasileiro

No próximo mês de Junho, 12 cidades brasileiras serão o palco do campeonato mundial de futebol. Durante cerca de 2 anos, foram disputados 820 jogos, marcados 2343 golos para que se encontrassem as 32 equipas que constituirão os 8 grupos.

O grupo A é encabeçado pela selecção brasileira que é sempre uma favorita. Num grupo constituído pelas selecções da Croácia, México e dos Camarões. Historicamente a equipa de Scolari tem um saldo positivo no confronto directo com as equipas do seu grupo. O jogo de abertura será uma reedição do primeiro jogo disputado pela selecção brasileira no mundial de 2006, na Alemanha, onde um golo de Kaká, que este ano ficou de fora da lista de convocados de Felipão, deu a vitória à equipa brasileira. Os Camarões de Eto’o e Song tentarão contrariar a equipa de Neymar e Oscar e reescrever a história de 1994, onde a equipa de astros como Romario, Dunga e Bebeto, venceram a selecção africana por 3-0. Apesar das estatísticas estarem do lado da seleccção canarinha, a verdade é que o confronto com o México será dos mais esperados no que toca a embates em fases finais de campeonatos do mundo. O Brasil tem levado a melhor sobre os mexicanos, mas nos últimos encontros disputados entre as duas equipas em provas como a Taça das Confederações, Jogos Olímpicos de Londres e as Taças da CONCACAF têm revelado outra realidade. Todas essas provas foram vencidas pelos El Tricolor. Ou seja, este é um grupo interessante, com nomes bastante conhecidos do futebol. 2014 é o ano em que o Brasil recebe o mundial e é este ano que querem conquistar o tão desejado hexa, será que é desta?

Outro grupo que despertará a atenção de milhões será o que reúne os finalistas de Joanesburgo. Quis o sorteio decidir um jogo de luxo na fase de grupos. Espanha e Holanda, duas equipas que tiveram uma qualificação interessante, sendo que a equipa de Van Gaal cedeu apenas num empate e a La Roja em dois. O Chile e a Austrália, que terá a sua quarta participação em fases finais de mundiais, também fazem parte deste grupo. Um jogo a não perder será, certamente, entre o Chile e a Espanha, no qual a equipa de Alexis Sanchez promete um bom espectáculo

Para a História ficará o grupo C, um grupo que reúne quatro equipas de diferentes continentes, que nunca se defrontaram numa fase destas. São elas a Colômbia de Jackson Martínez, James Rodriguez e Falcão, a Grécia de Fernando Santos, que já anunciou que deixará a selecção helénica após o mundial, a Costa do Marfim, que contará com Drogba e Yaya Touré, e o Japão de Shinji Kagawa do Manchester United. Este é um grupo onde é impossível fazer futurologia e é caso para se dizer: “prognósticos só no final do jogo”.

Três crónicos favoritos a vencer esta competição foram reunidos num grupo que também incluí a Costa Rica. O Uruguai, a Inglaterra e a Itália sabem o que é ganhar um campeonato do mundo e de tudo farão para passarem à fase de grupos. Será um regalo para os olhos ver estas equipas jogar, sendo que o jogo mais esperado será sem dúvida alguma o Itália-Uruguai, um ano após o jogo para a Taça das Confederações, onde a Itália levou a melhor na decisão por penalties.

A França surge no grupo E, após uma fase de qualificação conturbada, onde teve de disputar o play-off de acesso ao mundial contra a Ucrânia. Num grupo em que integram as equipas da Suíça, do Equador e das Honduras a equipa de Deschamps terá que ter cautela, pois a equipa helvética é a única que conseguiu quebrar o ciclo de invencibilidade do campeão em título. As Honduras, em 2010, conseguiram empatar com a Suíça no único embate entre as duas equipas. O Equador quer passar à fase seguinte e a equipa de Valencia dará tudo para o conseguir.

A selecção da Bósnia e Herzegovina fará a sua estreia no campeonato do mundo este ano no Brasil, num grupo composto pelo Irão,  comandado pelo experiente treinador português Carlos Queirós.  O grupo F é também o grupo que juntará dois velhos conhecidos: a Argentina de Leo Messi e a Nigéria de Obi Mikel. Os confrontos entre a Argentina e a Nigéria têm encantado os amantes do desporto, sendo que nos últimos confrontos a equipa sul-americana tem levado a melhor. De todos, o jogo que poderá ser decisivo para as contas do grupo será o Bósnia-Nigéria.

O sétimo grupo será aquele que despertará a atenção de todos os portugueses. O grupo G junta novamente a selecção das Quinas e a Mannschaft. Os eleitos de Paulo Bento terão de defrontar a equipa de Joachim Löw novamente. O Portugal-Alemanha tornou-se um clássico do futebol mundial e este será o terceiro embate entre as duas equipas nas últimas quatro grandes competições de selecções. A Alemanha é a favorita deste grupo, mas Portugal terá de fazer muito mais do que fez durante a qualificação, se quiser prosseguir o seu caminho até à final do Mundial de Futebol. A equipa capitaneada por Cristiano Ronaldo terá de mostrar raça e querer ser maior do que tudo e fazer o que fez no play-off de acesso ao mundial, onde teve de jogar contra a selecção sueca, em dois jogos que fizeram o mundo parar e que em muito contribuíram para a eleição de Ronaldo como o Melhor Jogador do Mundo. A equipa nacional não é favorita a ganhar o mundial, ao contrário da Alemanha, mas é a equipa que tem uma palavra a dizer. Os objectivos do seleccionador nacional passam pelo segundo lugar do grupo que dará acesso à fase seguinte. No entanto, para atingir o que pretende, Portugal terá de jogar com a selecção dos Estados Unidos da América, que, em 2002, venceu a equipa nacional (3-2), num jogo que ninguém esqueceu. A equipa de Jurgen Klinsmann pode não ser favorita à passagem à fase seguinte, mas a boa organização e experiência do melhor jogador norte-americano, Donovan, fará dos jogos que têm a disputar uma caixinha de surpresas. O jogo entre os Estados Unidos da América e o Gana será uma reedição do jogo de 26 de Junho de 2010, onde os ganeses venceram por 2-1. Para não perder será também o jogo entre a Alemanha e a equipa do Gana, um jogo onde teremos os irmãos Boateng a jogarem em equipas diferentes. Há ainda a destacar neste grupo que o jogo com o Gana e Portugal será uma estreia entre as duas equipas em competições.

O último grupo é composto pelas equipas da Bélgica, Argélia, Rússia e da Coreia do Sul. Neste grupo, o favoritismo está repartido entre a Rússia e a Bélgica, duas equipa que fizeram uma qualificação bastante tranquila. A equipa belga conta com os jovens talentos de Eden Hazard, Lukaku e Witsel, enquanto que a equipa russa, às ordens de Fabio Capello, espera poder fazer uma campanha histórica.

Neste Verão esperam-nos vários momentos repletos de emoções e futebol de qualidade.

Tags
Show More

Marguerita Harris de Pina

Nasci no final da década de 80 e o meu nome é composto por 10 letras.
Sou apaixonada por bicicletas, música e desporto.
Gosto de livros e de conversar

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: