Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CulturaEntrevistasMúsica

SupraNatural: em busca do melhor som

Emocionais, transcendentais e sensitivos, os SupraNatural conversaram connosco e mostraram-nos “Unbreakable” e “Kiss Kiss Goodbye”, com os quais pretendem dar a conhecer a sua música, a força que os guia e os faz descobrir caminhos e aventuras musicais.

Quem são os SupraNatural, de onde vêm e para onde vão?

Os SupraNatural são:

Hugo Mendes de Santarém ( Vocalista )

Hélio Vieira de Fátima ( Teclados )

Sandro Oliveira de Almeirim ( Baixo )

Miguel Silva de Almeirim ( Guitarra )

Luís Reis de Torres Novas ( Bateria )

Vamos para onde a música nos levar…

O nome da banda pode associar-se à maneira natural com que trabalham entre vocês e como a vossa música vai soando nas novas composições?

O nome da banda vem de tudo o que nos rodeia, daquilo que sentimos e do que nos supera e que é inexplicável, incluindo todas as emoções e sentimentos que a música nos dá e que sentimos, mas não sabemos explicar o porquê! Sinónimos: transcendental; imaterial; impalpável; extranatural; supernatural; preternatural; sobrenatural.

Como se conheceram e juntaram?

Todos os elementos da banda já tocaram ou tocam juntos noutros projectos de covers.

Todos os elementos dos SupraNatural, excepto o Hélio (Teclas), são os mesmos da banda de covers (Prova de Fogo). O Hélio vem da amizade com outros projectos e foi convidado para os SupraNatural.

É mais fácil trabalhar com elementos que já têm background de outros projectos anteriores ou até simultâneos?

Sim, porque é necessário haver confiança entre os elementos e bom ambiente para que consigamos transmitir o que pretendemos!

Falem-nos de “Unbreakable”.

“Unbreakable” nasceu da ligação “inquebrável” entre os elementos e também dos temas… e que, por mais voltas que dermos, o fim do caminho é sempre o mesmo.

E “Kiss Kiss Goodbye”.

Todos nós, em algum momento, já nos deparámos com situações do dia-a-dia em que alguém não está feliz ou não o consegue ser.

Mas que, por alguma razão, continua nessa escuridão sem fazer nada. E quem observa não consegue perceber o porquê.

Porquê títulos em inglês?

Nada de especial, apenas porque a sonoridade dos temas encaixa melhor nos títulos em inglês.

Sendo uma banda portuguesa, está nos vossos planos cantar em português?

Sim, claro que não fica de parte cantar em português!

Que planos têm para o futuro?

Continuar o nosso projecto actual e trabalhar em novos temas.

Definam a vossa música numa palavra.

SUPRANATURAL.

Tags
Show More

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: