CinemaCultura

Star Wars Episódio VI – O Regresso do Jedi

Até à estreia de Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força, o Repórter Sombra dá-te a (re)descobrir a força que há em ti, através de uma viagem galáctica pelos filmes anteriores.

À medida que Darth Vader supervisiona a construção de uma nova Estrela da Morte em órbita da Lua de Endor, R2-D2 e C-3PO tentam entregar uma mensagem de Luke Skywalker a Jabba The Hutt, no seu palácio em Tatooine. O guerreiro Jedi tenta salvar os seus amigos Leia e Han Solo (que estava congelado em carbonite) das garras daquela aberração. O problema é que são todos enganados, e só Lando, disfarçado de entre os guardas é que os pode salvar. Outrora ganancioso, Lando dá agora provas da sua lealdade e neste capítulo nunca chegamos a duvidar das suas ações.

VJ_starwarsreturnofthejedi_2

Para descobrir segredos do passado, Luke viaja novamente ao encontro do seu Mestre Yoda, agora frágil e doente que lhe diz que outra pessoa tem o mesmo poder. Por sua vez, o fantasma de Obi-Wan confirma que Luke tinha uma irmã gémea e o jovem sente que é Leia. Logo aqui O Regresso do Jedi revela um dos seus maiores lapsos. Tudo poderia ser pensado ao detalhe, mas alguns momentos são ridicularizados. Trespassa a ideia que este foi um filme do qual os atores se divertiram imenso na rodagem, o problema é que apesar das suas interpretações, o argumento parece encerrar a trama da forma mais rápida possível. Como é que Luke poderia saber que era irmão de Leia? Talvez a Força se tenha revelado no destino, mas não é razão suficiente.

Retomando a história, Luke percebe que terá um último e derradeiro duelo com o seu pai, agora que é a Luz o caminho que definitivamente escolheu. Entretanto, juntamente com Leia e Han conhecem os pequenos Ewoks, espécie de ursos que mais parecem crianças felpudas, e que consideram C-3PO um rei dourado. Nesses momentos, o robô interpretado por Anthony Daniels – com inúmeras referências ao “homem de lata” de O Feiticeiro de Oz (1939) – é quem nos faz rir -, pela a química com todas as outras personagens em cena. Esperamos que este seja um dos pontos presentes também na nova aventura.

VJ_starwarsreturnofthejedi_4

A mais famosos de toda as sequências é realmente a primeira. Apesar dos seis anos de diferença em relação a Uma Nova Esperança, O Regresso do Jedi confirmou um cinema maior e melhor. Para substituir o drama intenso do capítulo anterior, George Lucas (ainda na cadeira de produtor, já que o realizador foi o britânico Richard Marquand) decidiu desenvolver os efeitos especiais, cerca de 900, sendo que um terço deles foi utilizado logo no início. O cineasta não se pouparia a esforços e mostrava como o digital conseguiria, no futuro tão perto, estar ao serviço da narrativa.

Os mais perversos comentários acerca da possível relação incestuosa entre Luke e Leia cedo seriam reportados ao esquecimento, bastou um Ewok aparecer – criatura que celebra a inocência e o poder da amizade. No outro campo, Darth Sidious interpretado por Ian McDiarmid torna-se um dos mais assustadores vilões da história do cinema, sobretudo pelo figurino e pela face amaldiçoada e responsável por muitos pesadelos. O Jedi regressou bem de saúde, a situação só seria problemática com a próxima viagem, que aliás seria a primeira de todas elas…

VJ_starwarsreturnofthejedi_1

Já as conclusões são um quanto cliché do cinema moderno, nomeadamente quando o Bem derrota o Mal – mesmo a morte do Imperador continua a ser das mais cómicas dos anos 80. Toda a narrativa passa a uma velocidade surpreendente e apesar de tudo, afirma O Regresso do Jedi com um dos melhores feel-good-movie’s da ficção cientifica, com  estilo muito característico da cultura pop. Claro que o próximo já terá com certeza um erro, porque a máscara de Darth Vader foi queimada juntamente com o seu corpo no final deste filme, ao que sejamos convenientes Kylo Ren não teria tempo de a encontrar…

VJ_starwarsreturnofthejedi_3

Entre todo o mais May the Force be with you! E por favor escolha uma sala de cinema para ver o novo filme – a ópera galáctica foi feita para exibição num ecrã gigante, não para uso doméstico.

Ficha técnica
Ano de Estreia: 1983/ Título português: Star Wars Episódio VI – O Regresso do Jedi/ Título original: Star Wars Episode VI: Return of the Jedi/ Realizador: Richard Marquand / Argumento: George Lucas & Lawrence Kasdan/ Elenco: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher, Billy Dee Williams, Anthony Daniels, Kenny Baker, Peter Mayhew, Ian McDiarmid, David Prowse, Alec Guiness e Frank Oz/ Música: John Williams/ Duração: 131 minutos

Tags
Show More

Virgílio Jesus

Licenciado em Ciências da Comunicação e com Mestrado em Cinema e Televisão pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, sou um apaixonado por cinema desde os meus 10 anos. Todos me conhecem como o ‘viciado em filmes’ porque na realidade estou sempre interessado em ter a sétima arte como tema de conversa.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Check Also

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: