Desporto

Sorte diferente para as equipas portuguesas

Benfica ainda sonha com qualificação aos oitavos. Braga eliminado da Champions.

 

A noite desta terça-feira era crucial para a carreira das equipas portuguesas na Liga dos Campeões e, em ambos os casos, só a vitória interessava a Benfica e Sporting de Braga para que continuassem a alimentar esperanças na permanência na maior prova de clubes do futebol europeu.

O Benfica entrou a vencer logo aos seis minutos, com um golo de Ola John (o primeiro do holandês, ao serviço dos “encarnados”) após cruzamento de Salvio, a partir da direita. Se, no Estádio da Luz, os benfiquistas tinham razões para sorrir, já da Roménia não vinham notícias animadoras. À passagem do sétimo minuto, Rui Pedro (ex-Leixões) inaugurou o marcador para o Cluj após uma brilhante assistência (com o calcanhar!) de Rafael Bastos, jogador que passou pelo Braga em 2009/10. A tarefa ainda se tornou mais complicada, aos 15 minutos, quando Rui Pedro bisou para os romenos, após um mau alívio de Custódio. Os bracarenses ainda reagiram e reduziram por Alan, aos 17 minutos, ao dar o melhor seguimento ao passe de Rúben Micael, tornando-se assim num dos melhores marcadores da prova, com cinco golos. Mas a noite era mesmo de Rui Pedro que, aos 32 minutos, e servido por Sougou (ex-Académica), fez o “hat-trick” e dizimou as hipóteses do Sporting de Braga de continuar na prova milionária. Um jogo para esquecer para a equipa portuguesa que, em cima do intervalo, ainda viu o central Douglão ser expulso após agredir o defesa romeno Ionut Rada.

Enquanto isso, na Luz, e após Cardozo ter falhado uma boa oportunidade para o Benfica (30’), o Celtic chegou ao empate na primeira vez em que rematou à baliza num cabeceamento de Samaras (32’), após um canto cobrado na direita por Mulgrew. Foi aliás o primeiro golo marcado pelos escoceses frente ao Benfica, em encontros realizados em Portugal. Pouco depois, Ola John podia ter bisado na partida mas Forster negou-lhe o golo, com o pé esquerdo. O domínio que os “encarnados” foram evidenciando durante o encontro só foi materializado em golo, aos 71 minutos, quando Garay finalizou de primeira após uma assistência de cabeça do seu colega de posição, Luisão.

No final do encontro, Jorge Jesus mostrou na flash interview da TVI24 o seu contentamento pela vitória, que levou o Benfica a garantir, desde já, o acesso à Liga Europa: «Fizemos um bom jogo, dentro daquilo que a equipa tem vindo a fazer ultimamente. Vencemos uma equipa que anda com sorte na Champions. Podiam ter saído daqui com quatro ou cinco golos sofridos. Com esta vitória, alcançamos o segundo objetivo, que é poder seguir para a Liga Europa. Mas queremos o primeiro objetivo, que é seguir na Champions». O técnico está mesmo confiante num bom resultado no Camp Nou. «Com ou sem Messi, vamos mentalizados para ganhar em Barcelona», salientou.

Já José Peseiro estava desolado pela derrota e pela eliminação dos bracarenses das competições da UEFA, visto que o Galatasaray venceu (1-0) o Manchester United. «Os erros individuais são da minha responsabilidade. Houve falta de concentração em momentos importantes. Foram golos muito fáceis de concretizar para o adversário. Não esperava isto. Temos qualidade para nos mantermos nas provas da UEFA. A eliminação é uma grande pancada, mas há muitas provas para ganhar este ano», comentou à Sport TV.

 

Tags
Show More

Nélio Moreira

Tenho 24 anos e sou mestre em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. A área que mais me agrada é o desporto. Adoro escrever sobre qualquer modalidade, embora dê um maior destaque ao futebol, pelo que o jornalismo desportivo é uma vertente à qual vou estar sempre ligado.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: