SociedadeSociedade

Só o amor de Deus e a crença n’Ele permite que nos conheçamos a nós próprios

Quem eu sou? Aquilo que todos mais questionam. Uns sem terem vivido o suficiente. Outros que de facto viveram o suficiente para o questionar. Porém, quem somos nós afinal? De onde viemos? Porque estamos aqui?

Sendo crente apresento um argumento muito simples: Deus quis. No entanto, o meu interesse por querer saber mais e mais faz-me persistir e tentar encontrar uma resposta mais lógica para esta questão. O processo de nos conhecermos começa aqui.

Muitos conhecem-se pelo caminho por onde se dirigem, outros pela família que têm, outros porque a sociedade os rotula. Contudo, como sabermos quem somos de facto?

A resposta a esta questão eu encontrei em Cristo. Sim, em Cristo, o Salvador e Redentor. Para quem questiona se a religião nos permite conhecer a nós próprios, eu digo que sim, mas chega a um ponto em que percebemos que a religião é criação do homem e se até aqui o homem apenas busca o seu interesse, como sabemos que a religião pode de facto trazer-nos o conhecimento de nós próprios.

Para mim, a religião é questionável e isso está à vista de todos nós. Muitos usam a religião como forma de alcançar os seus objetivos. Só que a crença acarreta com ela o conhecimento e a libertação. Através de uma crença verdadeira, aprendemos a questionar o que se passa à nossa volta e a perceber qual o nosso lugar no mundo e o que cá estamos a fazer.

Por exemplo, sou convidado para sair à noite, com certeza haverá mulheres, álcool e droga, mas questiono-me será que isso far-me-á 100% feliz, será que estarei de facto a aproveitar a vida? De um ponto de vista mais mundano, que outra solução nos restará? Que poderemos mais fazer? Nunca abdicaremos de uma noite de máximo prazer.

Mas de um ponto de vista mais centrado na crença, percebemos que isso não passa de uma mera futilidade, onde nos refugiamos num mundo onde escassa o verdadeiro amor. O amor de Deus.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

(João 3:16)

Tags
Show More

José Miguel Silva

Para além do meu interesse pela escrita interesso-me pelo desporto, pela religião, pela cultura e pela música. Sou crente em Jesus Cristo. Sou cinto negro em Karate Wado e treinador de grau 1, o que complementa a minha formação do secundário como técnico de apoio à gestão desportiva. Sou voluntário numa ipss, onde estagiei. Nos dois anos de estágio lidei com crianças, jovens e séniores na área de apoio social e de ocupação de tempos livres, para além disto fui um "faz tudo" (desde a organização de atividades, à participação nessas mesmas atividades). O meu pai foi dono dum restaurante, onde eu pude também dar o meu contributo como empregado de balcão. Faço também parte de um grupo de teatro amador dinamizado pelo centro de artes e cultura da minha cidade, Ponte de Sor. Frequentei o curso de gestão na estg em portalegre, durante dois ou tres meses, não tenho a certeza... Não gostei do curso. No meio de tudo isto ainda escrevi um livro de poesia. Neste momento encontro-me na Licenciatura de Desporto e Bem Estar em Leiria. Espero que apreciem o trabalho fruto do dom que Deus me deu. Caso vos apeteça, passem pela minha página de facebook, https://www.facebook.com/jmcmms/ , onde regularmente partilho o meu trabalho.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: