Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Bem-EstarLifestyle

Ser Um Raio de Luz

Tantas vezes procuramos no exterior algo novo, algo diferente, felicidade, algo que nos valorize, que nos torne melhores, alguém que reconheça a pessoa que somos, aquilo que fazemos. A verdade é que, por muito que os acontecimentos externos nos influenciem, a pessoa que somos não deve depender tanto daquilo que nos acontece, mas sim daquilo em que acreditamos e da forma como reagimos ao que se passa à nossa volta.

A ideia de paz interior, mesmo quando tudo à nossa volta está um caos, pode parecer algo ingénuo, a ideia de acreditar em dias melhores quando nos sentimos no pior que já sentimos parece difícil de tornar realidade, mas nós podemos ser quem quisermos ser e quando quisermos. Nós podemos tomar a iniciativa e fazer a diferença com uma simples decisão. Não deixar que a pessoa que somos, a forma como reagimos, a maneira como nos sentimos dependam demasiado do mundo à nossa volta pode ajudar-nos a criarmos algo em nós tão forte que consiga ultrapassar qualquer coisa, uma energia tão positiva capaz de nos motivar em momentos menos bons e nos encher ainda mais de felicidade nos melhores momentos.

Obviamente, não somos de ferro e somos influenciados pelo que nos acontece. E ainda bem. Vivemos num mundo tão incrível que seria um desperdicio não olharmos à nossa volta, não encontrarmos felicidade no que nos rodeia e naqueles que nos fazem sentir bem. No entanto, quando encontramos obstáculos e problemas estes não devem ser a razão para deixarmos de ter confiança nas nossas capacidades ou para reagirmos de forma negativa e derrotista. Nem sempre tudo corre bem, mas a nossa atitude pode fazer com o que aquilo que não está bem não contamine demasiado a nossa forma de ser e estar, bem como a forma como tratamos as pessoas à nossa volta.

A nossa reação faz mais diferença na nossa vida do que às vezes os próprios acontecimentos e, ainda que haja momentos em que não estamos bem (afinal não precisamos de estar sempre a 100 por cento), quando começamos a perceber que assim é, deixamos de nos tornar tão reativos e passamos a ter mais consciência da forma como reagimos.

Perceber que não estamos imunes aos maus momentos, à dor ou à infelicidade, mas podemos cultivar uma outra postura, tentando compreender que tudo o que acontece, acontece por uma razão e que, não importa o que acontecer, nós arranjaremos uma forma de lidar com isso, como arranjamos até agora.

A realidade torna-se diferente, quando deixamos de nos definir pelas condições externas e tentamos ser nós a motivação de que tantas vezes precisamos para seguir em frente, para ver além do que está à nossa frente, para darmos um raio de luz na nossa vida e naquela dos que estão ao nosso lado, mesmo que não estejamos tão entusiasmados. Porque, eventualmente, iremos sentir-nos um pouco melhor.

Mesmo quando está tudo bem na nossa vida, nada muda substancialmente, nenhuma felicidade é permanente se nós próprios não mudarmos. Não são as mudanças exteriores que mudam particularmente a nossa mentalidade, mas sim o contrário. Nós temos o poder de escolher a forma como reagimos, como ultrapassamos uma situação menos boa, e como tornamos não só a nossa vida melhor, como também a das pessoas que estão connosco. Nós podemos fazer essa diferença, não precisamos de esperar que algo ou alguém a faça por nós.

Porque quando deixamos de esperar que o que acontece à nossa volta mude e decidimos nós mudar, quando seguimos em frente com uma energia e confiança de quem acredita que tudo acabará for ficar bem, aí sim, uma atitude tão mínima pode tornar a nossa existência mais radiante.

Tags
Show More

Beatriz Guerra

Apaixonada por escrever, ler e viajar. Adoro ouvir histórias de vida e histórias de sucesso. Interesso-me, igualmente, por temas como: bem-estar e estilos de vida, desenvolvimento pessoal, viagens, cultura, idiomas e sociedade.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: