PersonalidadesSociedade

Scarlett Johansson

Considerada três vezes como a mulher mais sexy do mundo, Scarlett Johansson não deixa que a fama a intimide. Musa de Woody Allen, não tem um género de filme que a defina, mas actualmente é considerada como a hit-girl da América.

Já foi A Rapariga do Brinco de Pérola (2003), a determinada Christina em Vicky Christina Barcelona (2008), a Viúva Negra em Vingadores (2012) e esteve perdida em Lost in Translation (2003), são muitos papéis que marcam a carreira actriz, mas a sua lista é muito variada. Desde o drama, comédia, romance e acção, Scarlett pode dizer que participou em todos os géneros de filmes, mas não consegue escolher apenas um. É actriz e é esse o seu trabalho, adaptar-se à situação da personagem que representa.

Nasceu a 22 de Novembro de 1984, em Nova Iorque, e logo os seus pais lhe traçaram o destino, a culpa foi principalmente da mãe, uma cinéfila. Deram-lhe o nome de Scarlett, não, não é um nome artístico. O nome da actriz foi atribuído em homenagem a Scarlett O’Hara, personagem principal do filme E tudo o vento levou (1939). Com apenas 3 anos, segundo dizem, já tinha jeito para a “coisa”, adorava cantar e ser o centro das atenções. A plateia principal eram os seus irmãos – Vanessa, Adrian, Hunter (o irmão-gémeo) e Christian (o meio-irmão). A mãe, Melanie Sloan, ao ver a vontade e a determinação da filha, decidiu leva-la a audições e conseguiu com que participasse em alguns anúncios. Porém, a grande oportunidade surgiu em 1994. Com apenas 9 anos, Scarlett participou no filme North, O Puto Maravilha. Já trabalha na área do cinema há mais de 20 anos, ganhou um BAFTA, esteve nomeada para um Globo de Ouro e já trabalhou com os realizadores como Woody Allen e Sofia Coppola.

CP_scarlettjohansson_2

Além do seu talento e profissionalismo, Scarlett Johansson também se destaca pela sua beleza. Na indústria, consideram-na a nova Marilyn. Com uma cara de menina, dona de um corpo escultural curvilíneo, olhos verdes, lábios carnudos, seja loira, morena ou ruiva, está sempre bem. Para melhorar o seu currículo, já trabalhou como modelo para as marcas mais conceituadas do mundo – Calvin Klein, Dolce & Gabbana e Louis Vuitton estão na lista. Sobre o seu corpo, respondeu modestamente, numa entrevista, “acho o meu corpo okay. Não gosto das minhas coxas e da minha barriga. Não me vou queixar! Tenho barriga e coxas, portanto, estou feliz”. Não foi aleatório a sua eleição pela Esquire por três vezes como a mulher mais sexy do mundo. “Estou cansada de ser sexy [no início da sua carreira muitos foram os papéis que a deixaram nesta posição]. Não quero ser ingénua. É bom ser glamorosa, mas não quero ser sempre um objecto de desejo. Porque isso não dura.” E tem razão, mas é difícil sair deste protótipo, onde já é considerada uma sex-symbol moderna de Hollywood.

Sobre a sua vida privada, mantém-na muito privada. Passa a maior parte do tempo em Paris e Nova Iorque com o seu marido Romain Dauriac e a filha Rose Dorothy. E sobre o seu futuro comenta: “Tem de existir um mundo onde possa equilibrar essas coisas (trabalho/cinema/família), ser capaz de criar uma família e ainda fazer um filme por ano, ou trabalhar por conta própria, estar em contacto com outras áreas, como o teatro. Quero ser capaz de fazer tudo”.

Scarlett Johansson é uma mulher completa, visionária, sempre com sentido de humor e descontraída para com a vida. Que juntando à sua dedicação no trabalho e beleza cativante, fazem dela uma das actrizes mais desejadas da actualidade.

Tags
Show More

Célia Paula

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries de televisão, vejo tudo o que que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida, e ainda há tanto para descobrir.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: