Ciências e TecnologiaTecnologia

Satoru Iwata (1959-2015)

O ano de 2015 foi triste para o mundo dos videojogos. Apesar de estarmos em pleno florescimento da indústria, uma das maiores individualidades nipónicas deixa-nos, vítima das mazelas provocadas por uma luta contra um tumor. Resta-nos a pergunta: Quem era Satoru Iwata?

Apesar da Nintendo ser o ponto forte numa carreira muito composta como a de Iwata, enquanto jovem começou por trabalhar na HAL Laboratory, em regime de part-time, destacando-se desde novo através do gosto pela programação, mas acima de tudo pelos videojogos. Nas palavras do próprio:

No meu cartão de negócios, sou presidente corporativo. Na minha cabeça, considero-me um developer de jogos. No entanto, no meu coração sou jogador.”

Na HAL Laboratory, ajudou a criar pérolas de culto como Mother (conhecido no ocidente como Earthbound). Ainda na HAL Laboratory, Iwata foi uma das peças-chave para que a saga de jogos Kirby tivesse o enorme sucesso que hoje aufere. No entanto, em 1993, a empresa chegou-se perigosamente perto da bancarrota e foi aí que Satoru Iwata assumiu as rédeas da mesma, com o seu primeiro cargo de CEO, sendo esta transição para o lugar máximo da HAL Laboratory fortemente apoiada pelo então presidente da Nintendo, Hiroshi Yamauchi.

Com muito esforço, Satoru Iwata conseguiu dar a volta ao cabo das tormentas pelo qual a HAL Laboratory estava a passar e, assim, alcançar alguma estabilidade financeira.

Viria ainda, mais tarde, a contribuir para o desenvolvimento de Pokémon Gold e Silver, que seriam lançados pela GameFreak, em 1999, na GameBoy Color. Iwata desenvolveu um compressor gráfico tão eficaz, que permitiu poupar o espaço em memória no Pokemon Gold, Silver e Crystal suficiente para inserir ainda, como bónus, todas as cidades dos primeiros jogos da série – Pokémon Red e Green (Blue em vez de Green, no ocidente). Outro grande feito de Iwata, ainda a trabalhar em cooperação na franquia Pokémon, foi ter conseguido sozinho, em apenas uma semana, perceber o código de combate do Pokémon Red e Green e programar um sistema de batalha análogo para o Pokémon Stadium, que viria a ser lançado na Nintendo 64.

Com a viragem do milénio, Satoru Iwata posicionava-se como cabecilha da divisão de planeamento corporativo da Nintendo. Já na sua nova casa, conseguiu atingir o objectivo de continuar a produzir grandes obras videojogaveis, enquanto poupava no custo e duração do desenvolvimento de novos jogos. Durante os seus dois primeiros anos, Satoru Iwata ajudou a que os lucros da Nintendo subissem entre 20 a 41%, que, medindo na escala da gigante nipónica, é um valor incontornável.

Após a aposentação do cargo de CEO de Hiroshi Yamauchi, em 2002, Satoru Iwata avançou para o cargo de IV presidente da Nintendo, sendo o primeiro a não ter ligação à família Yamauchi. Apesar de tudo, aquando da passagem de Iwata para este cargo, a companhia não estava a atravessar a sua melhor fase, uma vez que a recém lançada Nintendo Gamecube, consola doméstica da era das 128 bits, estava a vacilar em relação à concorrência. Mesmo com a evolução no hardware de geração para geração ser notável no mundo dos videojogos, Iwata abordou sempre o problema de uma forma prática e pragmática. Tentou manter os jogos o mais globais possíveis, de forma a todos os públicos os poderem desfrutar. Foi também com Iwata que se fez a transição, nas portáteis, da Nintendo Game Boy para a Nintendo DS, com a inclusão de conceitos que tiravam partido do TouchScreen da consola, o que permitiu uma nova abordagem à maneira de como se passariam a ver os videojogos no futuro. Foi, ainda, com Iwata que a Nintendo fez a sua maior incursão de sempre no nicho de jogadores casuais, com a Nintendo Wii. Uma consola que tinha por base o controlo por movimento, onde o jogador é o comando, ao invés dos tradicionais comandos utilizados até então na indústria. O sucesso foi inegável e a Nintendo Wii finalmente reclamou uma grande porção do mercado que a Gamecube, de certa forma, deixara escapar.

Apesar da visão refrescante de Satoru Iwata, por algum motivo, a Nintendo 3DS e a Nintendo WiiU não conseguiram o mesmo aclamo por parte do publico que as antecessoras Nintendo DS e Nintendo Wii. Como consequência deste ponto de viragem negativo nas economias da Nintendo, Satoru Iwata decidiu, voluntariamente, cortar no seu salário e, em Junho de 2013, passou a desempenhar o papel de CEO da Nintendo of America.

Não muito antes do seu falecimento, Iwata conseguiu desencadear uma grande corrida às lojas, através das figuras Amiibo. Os Amiibo são bonecos, com base nos mais variados universos ligados à Nintendo, que tiram proveito da tecnologia NFC para interagir das mais diversas formas nos jogos da Nintendo Wii U e new 3DS. Sendo estas figuras extremamente coleccionáveis e, alguns deles, com tiragens super-limitadas, todo um fenómeno se gerou em torno aos Amiibos.

Tags
Show More

Carlos Vaz

Estudante de Engenharia Electrónica na Universidade do Minho, nutre especial interesse por tecnologia, cinema e videojogos. Faz dos videojogos o seu hobby principal, coleccionando tudo o que consegue encontrar.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: