Bem-EstarLifestyle

Presença Enraizada

Estar enraizado implica uma integração, da mente e do espirito, na presença física que é o corpo, e, a esta simbiose em equilíbrio, denomino de: “presença enraizada”.

Na presença enraizada, o meu corpo é um veículo de expressão da minha mente e do meu espírito em comunhão, sincronismo e alinhamento. Nesse estado, de presença enraizada, sinto-me seguro e confortável no meu corpo e, como tal, consigo expressar sem bloqueios as minhas ideias, materializa-las e concretiza-las. Neste estado, a energia vital flui em mim e, alimenta os três corpos, mente, corpo e espírito.

A presença enraizada é um pouco como, estar e viver o momento presente, de que se fala muito actualmente (estado mindfulness), mas é mais do que isso.

Quando não estou na presença enraizado, posso ter sensações e/ou percepções como: pés e/ou mãos frias, problemas nas pernas e/ou pés, mente confusa ou cheia de pensamentos, sensação de viver com a cabeça no ar, respiração predominantemente na parte superior. Estes são apenas alguns exemplos.

Por vezes, os estados de ausência de enraizamento funcionam como mecanismos de proteção, por exemplo, um estado dissociado funciona como mecanismo de proteção, em momentos em que, o estar no corpo em presença consciente, pôde ser uma experiência dolorosa e traumática, tal pôde acontecer em momentos de grande dor (física e/ou emocional).

Certamente, muitos de nós já tivemos acontecimentos e momentos das nossas vidas em que a dor (física e/ou emocional) foi tão forte que, ficamos ausentes do corpo, não tendo memória, consciente, do que aconteceu ou pormenores do sucedido.

Portanto, mais do que rotular estados, como bons ou maus, o que é importante é ir ganhando consciência dos mesmos em nós, do que despoleta, em nós, estados de desenraizamento e começarmos a aprender a entrar conscientemente num estado de presença enraizada assim o queiramos para, deste modo, integramos cada vez mais, nas nossas vidas, toda a dimensão do nosso “Eu Sou”.

Então como enraizar?

Deixo-vos algumas dicas:

  • Movimenta-te: pôde ser um simples “desentorpecer das pernas”, movimentar as pernas e os braços, praticar algum tipo de exercício físico, dançar, tudo o que implica algum tipo de movimento físico.
  • Respira – pratica respiração abdominal durante no mínimo 5 minutos.
  • Medita – Há meditações específicas para o enraizamento onde, por exemplo, se introduz a técnica da respiração abdominal como forma de enraizar, o que pôde ser um bom começo para a pratica deste tipo de respiração. Deixo-te aqui um exemplo de uma meditação guiada para enraizar.

Bons enraizamentos.

Tags
Show More

Teresa Vilhena

Sou uma "peregrina exploradora" na área do desenvolvimento pesssoal. Ser o mais autêntica possível, nos diferentes planos da minha vida, é o meu maior propósito, pois acredito ser essa a chave para a minha liberdade individual. Deste meu caminho de reconhecimento de valor e de identidade criei o projecto SuperPower, que tem por missão, inspirar e apoiar outros a encontrem e aceitarem os seus superpoderes. Dos meus superpoderes constam uma gargalhada explosiva, um sorriso sincero e um olhar sem filtros para o outro. Desenvolvo a minha actividade profissional enquanto orientadora pessoal e coach e o trabalho que desenvolvo, seja individualmente ou em workshops, tem sempre por objectivo alcançar a "melhor versão" de cada um tendo como fundo o lema " Voa mais alto, mais longe, com SUPERPOWER".

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: