SociedadeSociedade

Powerpuff Girls e as meninas da sociedade

The Powerpuff Girls é uma série de animação que começou a ser transmitida na década de 90. A série, protagonizada por três meninas com super-poderes, surgiu nas televisões para mudar a forma como todas as outras meninas olham para si mesmas. E conta que as bonecas super-poderosas foram criadas por um professor que pretendia criar “a menina perfeita”, porém devido a um erro numa substância, acabou por criar três raparigas com os poderes de voo, super força, visão raio-x, super velocidade, invulnerabilidade, super sentidos, visão de calor e projecção de energia.

Florzinha, ruiva e com um laço vermelho, é confiante, orgulhosa, optimista e batalhadora. Representa tudo o que há de bom, sendo a líder do trio. A sua missão é, numa combinação de inteligência, beleza e força, preparar as outras duas meninas para lutar contra o mal e manter a verdade e a justiça. Lindinha, loira e de olhos azuis, é doce, sensível e corajosa. É a mais calminha, porém, também pode constituir perigo. Docinho, de cabelos curtos e olhos verdes, apesar de agressiva, tem um lado sensível e é a lutadora das três, já que quer ser a menina mais forte do mundo.

Numa sociedade que tende a passar às meninas uma imagem infantilizada – com roupas cor de rosa, muitos acessórios e maquilhagem, sensacionalismos e fragilidades – as Powerpuff Girls aparecem para esbater essa ideia. Estas três bonecas vêm mostrar que é possível as meninas também lutarem, serem fortes e destemidas.

Embora as Powerpuff Girls transmitissem a ideia de que as meninas podem ser poderosas e podem também ajudar a mudar o mundo, baseiam-se, tal como todos os desenhos animados para crianças, num mundo de utopias. Ou seja, apesar de incentivarem as meninas a serem sonhadoras e lutadoras, não deixam de passar ideias erradas – que tudo é fácil, que se lutarmos alcançamos sempre os nossos objectivos, que é possível mudar o mundo, que tudo pode ser perfeito…

Estas bonecas, chegadas a Portugal em 2002, destacam-se, assim, no protagonismo feminino que atribuem ao publico infantil, não obstante, a febre que criam acabará por se dissipar assim que as meninas telespectadoras crescerem um pouco mais – até à adolescência e idade adulta – e começarem a entender a realidade e a vida.

Em suma, o que importa realçar é que todos os desenhos animados têm um objectivo – ou deveriam ter – o objectivo das Powerpuff Girls terá sido fazer as meninas acreditarem mais no potencial feminino. Vamos acreditar que foi bem conseguido. Para a minha pessoa, que nunca foi apologista de desenhos animados pelas ideias excessivamente utópicas que transmitem, é praticamente impossível vangloriar em demasia qualquer produção deste género.

Tags
Show More

Cátia Cardoso

Cresci junto às margens do rio Paiva. A natureza sempre me inspirou e a inspiração sempre me impeliu para a escrita. Aparte isso, acredito que nasci com uma missão: comunicar. E a estudar Comunicação Social na Escola Superior de Educação de Coimbra, descobri ainda a paixão pelo cinema que veio juntar-se à paixão pelo teatro. O mundo e as pessoas levam-me a pensar e construir pontos de vista e opiniões, que não receio expor.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: