Desporto

Portugal segue para os oitavos

Apesar da derrota (1-3) com o Brasil, no último jogo do Grupo C.

 

Após a vitória (5-1) frente à Líbia e o empate (5-5) diante do Japão, a selecção portuguesa teve de defrontar os campeões em título, o Brasil, no terceiro e último jogo do Grupo C do Mundial de Futsal. Esperava-se um jogo complicado para a equipa lusa, que tinha duas opções: a qualificação directa em caso de vitória ou empate, ou, então, esperar pelo resultado entre o Japão e a Líbia. Neste caso, teria de fazer contas e foi o que aconteceu. Portugal cedeu à pressão, sobretudo no segundo tempo, e perdeu (1-3). Apesar da derrota, o seleccionador Jorge Braz estava confiante na qualificação, no final da partida, mesmo antes de saber qual seria o resultado do outro encontro. «Cometemos um deslize no final, mas acredito que vamos estar na próxima fase, porque merecemos. Já merecemos alguma sorte e de certeza que vamos estar nos oitavos e vamos passar». O facto é que os japoneses venceram (4-2), um resultado que foi insuficiente para evitar a qualificação de Portugal, graças à diferença de golos.

Relativamente ao jogo, o Brasil entrou mais pressionante e cedo se podia ter colocado em vantagem, mas Fernandinho acertou na barra (três minutos) e João Benedito defendeu um remate de Jé (oito minutos). Por volta do décimo minuto, Portugal equilibrou a partida e conseguiu criar boas oportunidades, nomeadamente por Ricardinho, Gonçalo Alves e Cardinal. Porém, no melhor período da selecção nacional, o Brasil chegou ao golo (11 minutos) por intermédio de Simi, após assistência de Fernandinho. Apesar da contrariedade, Portugal não desarmou e chegou ao empate (13 minutos) por Cardinal, que apontou o seu sexto tento na prova.

A segunda parte foi diferente, na medida em que foi maioritariamente dominada pelo conjunto brasileiro, que viu o guardião luso, João Benedito, a negar o golo em diversas ocasiões, nomeadamente a Jé (22 e 24 minutos) e Gabriel (27 minutos). Contudo, aos 28 minutos, Paulinho perdeu a bola, numa zona perigosa (junto à área defensiva), para Fernandinho, que finalizou, após ter feito uma tabelinha com Simi. A selecção portuguesa sentiu o golo brasileiro e pior ficou com a expulsão de Benedito, aos 33 minutos, por ter defendido uma bola no exterior da área. Já perto do fim, quando Portugal estava a jogar no sistema de guarda-redes avançado, o Brasil matou o encontro (39 minutos) por Neto, num remate realizado ainda no meio-campo defensivo, ao aproveitar um mau passe de Gonçalo Alves.

Portugal, que terminou no segundo lugar do Grupo C (quatro pontos), vai defrontar no domingo, nos oitavos-de-final da competição, o Paraguai, que foi segundo no Grupo A (também com quatro pontos).

Os golos do encontro:

Tags
Show More

Nélio Moreira

Tenho 24 anos e sou mestre em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. A área que mais me agrada é o desporto. Adoro escrever sobre qualquer modalidade, embora dê um maior destaque ao futebol, pelo que o jornalismo desportivo é uma vertente à qual vou estar sempre ligado.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: