CulturaMúsica

Podia Viver sem os Corvos e os Secret Lie? Podia, mas não era a mesma coisa

Depois de uma maratona por Lisboa, nada melhor do que um concerto de Rock para aliviar toda a tensão e cansaço acumulados.

A maratona de Rock ‘n’ Roll de Lisboa começou às onze horas da manhã com os emblemáticos Corvos. O grupo, constituído por Pedro Teixeira Silva, Luís Santos, Tiago Flores, Cláudio Panta Nunes, Pedro Silva e Nuno Correia, entrou no espírito do evento e interpretou covers de algumas bandas bem conhecidas do público. Desde U2 a Rolling Stones, pudémos ouvir também Scorpions, Tina Turner, Pink Floyd e alguns êxitos do rock português dos anos 80, como Perfume Patchouly dos Grupo de Baile, Chiclete dos Táxi e Maria dos Xutos e Pontapés. Música a música, o público ia aumentando o entusiasmo e interagindo cada vez mais com a banda, que mostrou toda a sua garra e musicalidade. Os Corvos brindaram-nos, ainda, com um dos seus maiores êxitos, Streets of Lx.

Embora com menos público do que é habitual nos seus concertos, os Secret Lie não desiludiram e transmitiram toda a sua energia, começando com uma abertura que mostrou o virtuosismo de cada elemento da banda, como a doçura da voz de Sara Madeira, que se fez sentir em Sweet Sadness. O grupo, formado há pouco mais de um ano, é constituído, também, por Tó Pica na guitarra solo, Adelino Duarte na guitarra e na voz, Pedro Teixeira Silva no violino e na composição dos temas da banda, Nuno Correia no baixo, Nuno Louro nos teclados e Tiago Ramos na bateria.

Depois de Sweet Sadness, os Secret Lie elevaram a energia com os temas Purify, I Can Be FreeLove Me Until the End of Time, que fazem parte da banda sonora de uma telenovela portuguesa, e Blackout. Com o intuito de mostrar o virtuosismo do violinista e dos guitarristas, interpretaram o terceiro andamento do “Verão” das “Quatro Estações” de Vivaldi, obra que todo o público reconheceu e aplaudiu vivamente. Interagindo com o público, a banda pediu ao público que os acompanhasse no cover Creep dos Radiohead, aplaudido entusiasticamente pelos presentes.

A fecharem o concerto, os Secret Lie levantaram um pouco o véu e mostraram com Little Taste of Fun toda a energia, garra e musicalidade que podemos esperar do seu segundo álbum da banda, que será lançado em 2014.

Tags
Show More

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: