HistóriaSociedade

Pinturas rupestres: uma arte no feminino?

As investigações do arqueólogo Dean Snow da Universidade do Estado de Pennsylvania relativamente às descobertas artísticas do Paleolítico em grutas vão no sentido de atribuir a sua autoria a mulheres e não a homens, como tem sido habitualmente considerado. Esta conclusão fez parte de um estudo de mais de uma década sobre as impressões das mãos em grutas e teve como base os trabalhos do cientista John Manning. Segundo este, o tamanho dos dedos humanos varia de acordo o género. Ou seja, enquanto que os homens tendem a ter o dedo anelar mais longo que o indicador, as mulheres apresentam exactamente o inverso.

A partir desta premissa, Dean Snow confirmou que os dedos das mãos pintadas nas cavernas por si observadas correspondem à descrição de Manning relativamente às mãos femininas. Isto levou-o a uma etapa da investigação, onde desenvolveu um algoritmo relativo às proporções de uma mão imprensa, tanto masculina e feminina, cujo modelo testou em voluntários contemporâneos europeus, demonstrando ter uma fiabilidade de 60%. Comparando com as proporções das mãos dos nossos antepassados no Paleolítico, é possível perceber que estas diferenças são ainda mais pronunciadas. Por essa razão, o algoritmo por si desenvolvido é ainda mais fiável, quando utilizado nas pinturas rupestres. Nestas, quem as pintou colocou a mão contra a parede e terá soprado tinta, através de um canudo, ou directamente da sua boca, para criar a delineação da sua mão. Este tipo de pintura foi encontrado em várias grutas em todo o Mundo: Austrália África, Bornéu, Argentina, Espanha e França. De acordo com Dean Snow, cerca de 75% (24 de um total de 32 pinturas) foi, provavelmente, pintado por mulheres.

Vénus de Willendorf
Vénus de Willendorf

A maioria dos cientistas tem assumido que a maior parte da arte rupestre tinha autoria masculina, devido às representações existentes de mulheres e de cenas de caça, retratando a vida da metade masculina de uma sociedade de caçadores-recolectores. Esta ideia tem sido posta em causa por diversos arqueólogos. Dale Guthrie, por exemplo, num outro estudo recente, defende que muitas destas pinturas terão sido feitas por adolescentes do sexo masculino.

De qualquer das formas, se esta teoria for verdadeira, é possível que se tenha de rever muitos dos conceitos acerca destas sociedades, nomeadamente como as mulheres tiveram um papel maior e mais importante do que aquele que até agora tem sido atribuído.

Tags
Show More

Pedro Urbano

Nasceu em Lisboa em 1979, tendo frequentado o antigo Liceu de Setúbal. Licenciou-se em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e é actualmente doutorado em História pela mesma Universidade, onde também concluiu o mestrado em História Contemporânea.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Check Also

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: