CrónicasPolíticaPortugal

Outra vez a TAP

O assunto TAP já tinha aqui sido dissecado por mim a 5 de Janeiro do corrente ano cível. Na altura, escrevi o seguinte: “Muitos se perguntam o porquê de Portugal não sair do marasmo que tanto o caracteriza. Portugal é um País de gente corajosa, empreendedora e desenrascada, mas o Povo Lusitano tem um defeito milenar que o impede de dar o passo em frente. Este defeito tem um nome: Egoísmo. O Portugal, na sua generalidade, é egoísta, só olha para o seu próprio umbigo e é isto que o impede de evoluir e o obriga a manter-se à sombra de outros Povos.”

Esqueci-me na altura de juntar a este meu pensamento o facto de sermos governados por um conjunto de idiotas no verdadeiro sentido do termo.

Ora, vejamos… A Companhia Aérea Portuguesa de nome TAP vai ser privatizada. Ora, uma privatização implica sempre alterações profundas numa empresa, como sucedeu em tantas outras que eram geridas e detidas na sua totalidade pelo Estado Português. E estas alterações surgem por uma necessidade natural e própria do Capitalismo que é o lucro.

Ora e por norma, por onde passam a maioria das alterações que os investidores aplicam a toda a linha numa antiga Empresa Estadual? Pelo pessoal! É raro haver Empresa onde a saída do Estado da sua gestão não implique uma forte redução de custos com o pessoal.

No caso da TAP, segundo o que tem vindo a público, esta redução não vai revestir a forma de despedimentos, mas sim de redução de salários e demais direitos dos Trabalhadores da Companhia. Esta redução vai afectar especialmente os Pilotos. E em certa medida estes até que estavam na disposição de aceitar este facto, pois antes da actual Greve já tinha havido entendimento entre Governo e Pilotos, quanto a este aspecto do processo de privatização da companhia.

O que mudou então? Simples. Como eu já aqui disse, somos governados por um conjunto de imbecis que até já elogiam empresários corruptos. Estes mesmos imbecis mudaram as regras do jogo na privatização da TAP e fazem ouvidos de mercador ao acordo que celebraram anteriormente com os Pilotos, porque querem vender a Empresa sem que os Trabalhadores possam ter uma participação no capital da empresa. Dito de outra forma, o Governo Português quer vender a TAP de forma a que os Trabalhadores não tenham voz na definição do rumo da mesma.

É neste lindo cenário que temos o ministério de Pires de Lima e restante cambada do Executivo Passos/Portas, a gritar a plenos pulmões por razoabilidade da parte dos Pilotos da TAP…

Contudo, o mais engraçado é verificar que há quem se coloque intransigentemente do lado do “Soldado” Pires de Lima. Inclusive até já tivemos o nosso Chefe de Estado a ameaçar os Pilotos da TAP com despedimentos como se Belém tivesse alguma influência no processo de privatização da empresa…

Tags
Show More

Pedro Silva

“É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida.” (Salvador Dalí)

Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: